Aromática e eficaz contra doenças: conheça a planta cumaru

Por Natália Petrin em Doenças, Plantas

O cumaru é uma planta nativa da Amazônia brasileira que é bastante cheirosa, desde as sementes até a sua casca. Por isso, é muito conhecida como ingrediente para a fava-tonka, que é um aromatizante bastante usado algum tempo atrás na indústria farmacêutica, mas que atualmente está em desuso.

De nome científico dipteryx odorata, a planta pode ser conhecida também como cumaru de cheiro, cumaruzeiro, champagne, muimapagé, fava tonca da Amazônia, amburana, cumaru de folha grande, cumaru amarelo, cumarurana, cumaru verdadeiro e cumaru do Amazonas, entre outros nomes, e pertence à família das fabaceae, leguminosae.

A planta é de grande porte, podendo chegar aos 30 metros de altura quando natural, mas quando cultivada fica um pouco menor. Sua casca é lisa e amarela, suas flores bastante aromáticas, pequenas em tons brancos com as pontas rosas e a fruta drupa é amarelo-esverdeada com um sabor amargo. Suas sementes têm coloração vinho, mas escurecem e ficam pretas quando maduras.

Aromática e eficaz contra doenças: conheça a planta cumaru

Foto: Reprodução/ internet

Componentes, propriedades e benefícios

O vegetal contém cumarina por toda sua extensão, e nas folhas conta com ácido cumárico, gentísico, melilótico, ferúlico, salicílico, hidroxibenzóico. Pode ser usada para o tratamento de cólicas, além de ser antiespasmódica e aromática. É eficaz também para o tratamento de aftas, cólicas menstruais, feridas na boca, tosse, gripe, bronquite, entre outras.

Como preparar o chá?

O chá deve ser preparado com a casca quebrada em pequenos pedaços na proporção de:

– 1 xícara das cascas quebradas

– 1 copo de água (250 ml aproximadamente)

Coloque os dois ingredientes em um recipiente e leve ao fogo. Quando começar a ferver, marque cinco minutos e então desligue. Em seguida, tampe e deixe amornar. Quando a mistura estiver morna, coe e adoce com mel para consumir em seguida.

A dose indicada é de meia xícara de chá morno três vezes ao dia durante o tempo necessário para a cura da afecção.

Contraindicações, efeitos colaterais e alertas

Não foram encontradas contraindicações nem efeitos colaterais nas literaturas consultadas. Não se deve ultrapassar a dosagem indicada.

Antes de consumir qualquer medicamento, mesmo que natural, consulte um médico especialista para analisar o seu quadro clínico e observar se o tratamento é, de fato, o ideal. É importante mencionar o consumo de quaisquer medicamentos, além de todos os sintomas, pois tratar um sintoma pode mascarar o problema real, além de que os medicamentos podem sofrer algum tipo de interação.