As propriedades do chá de alquemila: o chá da mulher

Por Débora Silva em Degustação, Doenças, Plantas, Saúde

Também conhecida como pé-de-leão, a alquemila (Alchemilla vulgaris) é uma planta com propriedades medicinais pertencente à família das Rosaceae. Trata-se de uma planta com meio metro de altura, que apresenta grandes folhas redondas, que possuem de sete a nove lóbulos.

Encontrada nos campos, a alquemila também pode ser cultivada em jardins, e cresce principalmente na América do Norte e na Europa.

Graças às suas propriedades medicinais, esta planta costuma ser utilizada em forma de chá para tratar diarreia, distúrbios gastrointestinais e distúrbios ginecológicos.

Propriedades e benefícios do chá de alquemila

As propriedades medicinais da alquemila incluem a sua ação adstringente, anti-inflamatória, descongestionante, diurética, emenagoga, cicatrizante, analgésica, bactericida, reguladora da circulação (venotônica, vasoprotetora) febrífuga, hemostática, tônica e vulnerária.

Tais propriedades terapêuticas estão concentradas nas flores e nos brotos florescentes da planta.

As propriedades do chá de alquemila: o chá da mulher

Foto: depositphotos

Nos séculos XV e XVI, a alquemila foi utilizada para estancar hemorragias nos campos de batalha.

Devido às suas propriedades, esta planta é indicada para auxiliar no tratamento de uma série de condições de saúde, incluindo acne, diarreia, dismenorreia, feridas, conjuntivite, feridas na boca, hemorragia, afecções urinárias (cistite, ureterite, uretrite), hipertensão arterial, hemorragia pós-parto, laringite, pele seca, reumatismo, sardas e vaginite.

O chá de alquemila é conhecido principalmente pela sua capacidade de tratar distúrbios gastrointestinais e distúrbios ginecológicos como menstruações dolorosas, síndrome pré-menstrual e hemorragia. A alquemila também auxilia na coagulação sanguínea e promove a regeneração do tecido atingido.

Externamente, a planta também pode ser utilizada como higienizante bucal, e em banhos, pode tratar corrimento vaginal. Por ser uma planta capaz de aliviar os sintomas da menopausa e regular o fluxo menstrual, a alquemila também é conhecida como “a planta da mulher”.

A alquemila é composta quimicamente de tanino (ácido elágico), ácido salicílico, saponinas, fitosterol e óleo amargo.

Como preparar o chá de alquemila?

Para aproveitar os benefícios proporcionados pela alquemila, basta preparar um chá com as suas folhas. Confira a receita a seguir:

Ingredientes

– 2 colheres (chá) de folhas de alquemila;
– 1 xícara de água.

Modo de preparo

Coloque uma xícara de água para ferver e, quando levantar fervura, derrame sobre as folhas de alquemila. Aguarde durante o período de 10 minutos e depois coe.

Cuidados

Os taninos presentes na alquemila podem irritar a mucosa digestiva. Dentre os efeitos adversos da utilização desta planta está a constipação.

Lembre-se que todo tratamento, inclusive os naturais, devem ser iniciado apenas sob orientação e acompanhamento médico.