Carqueja: a cura para o diabetes

Por Katharyne Bezerra em Doenças, Plantas

Erva-carqueja, carqueja, flor-de-carqueija, querqueijeira ou carqueija. O nome não importa, mas as propriedades que aumentam o poder de cura dessa planta, sim. Apesar de ser um vegetal que possui uma variedade de benefícios para a saúde humana, nem sempre foi utilizado para esse fim. No passado, era usado para servir de folhagem para o gado, quando o clima era de temperaturas muito baixas.

Atualmente, tendo conhecimento da riqueza dos seus serviços, a erva é aplicada no tratamento de diversas doenças que atacam o organismo humano, entre elas, o diabetes.

Carqueja: Benefícios das raízes às flores

O chá produzido com as raízes da erva é usado como diurético, limpando o organismo de substâncias prejudiciais; ajuda no combate a azia; evita problemas no fígado, fazendo com que esse órgão tenha um melhor funcionamento; acaba com a sinusite e com disfunções na região cutânea.

Carqueja: a cura para o diabetes

Foto: Pixabay

A substância produzida com o uso das folhas auxiliam na luta contra a anemia, acaba com o cálculo biliar e a diarreia. Contribui ainda para que problemas como baço da bexiga, do fígado e dos rins, sumam. Contudo, as vantagens não param. A carqueja também pode diminuir a má circulação sanguínea, infecções urinárias e o apetite, fazendo com que quem tome emagreça.

Suas flores também são usadas para trazer benefícios ao ser humano. Por serem comestíveis, podem estar presentes tanto em saladas, quanto na produção de chás e cataplasmas em ferimentos. Além de todas essas vantagens, o chá de infusão das flores ainda combate uma doença que requer extremo cuidado: o diabetes.

A luta contra as taxas de glicoses

O pâncreas tem a função de produzir um hormônio chamado insulina, esse por sua vez, serve para quebrar as moléculas de glicose- um tipo de açúcar presente no sangue. A falta ou a ausência parcial deste hormônio provoca um descontrole das taxas de açúcar e o paciente é acometido pelo diabetes.

Essa doença pode ser caracterizada em quatro tipos, são eles:

  • Diabetes gestacional: Ocorre durante a gravidez e, na maior parte dos casos, se dá pelo excessivo peso da mãe durante esse processo;
  • Diabetes tipo I: Quando o pâncreas produz pouca ou nenhuma insulina. São encontradas, geralmente, em crianças ou adolescentes. Para controlar as taxas é preciso injeções diárias de insulina;
  • Diabetes tipo II: Nesta situação, as células são resistentes à ação da insulina e, por isso, a aplicação não é feita. A incidência da doença, em geral, acomete as pessoas depois dos 40 anos de idade;
  • Outras situações de Diabetes: Podem estar associadas a outras patologias como as pancreatites alcoólicas, uso de certos medicamentos etc.

Chá de carqueja para curar o diabetes

Promove o bom funcionamento do sistema circulatório, sendo vasodilatadora e depurativa. Já com seu poder antioxidante, analgésico gástrico, anti-inflamatório intestinal e pela sua ação hipoglicemiante é considerado um forte aliado para quem vive com altas taxas de glicose.

É indicada para curar o tipo de diabetes II, uma vez que a aplicação de insulina não é viável. Em grávidas e em mulheres que estão em processo de amamentação, não é aconselhável a ingestão dessa erva.

Receita para o chá de carqueja

Se você quer produzir um chá eficiente no combate ao diabetes é necessário ter duas colheres de sopa das flores de carqueja picadas e 500 ml de água.

Leve todos os ingredientes para o fogo e deixe ferver, em media, por cinco minutos. Depois, tampe o recipiente e espere esfriar. É preciso coar antes de beber.

Para que seja possível conseguir os resultados esperados, tome, no máximo, três xícaras de chá por dia. Mais do que essa quantidade a erva pode ser maléfica à saúde, descontrolando o sistema digestivo.