Chá da erva andorinha – Benefícios e propriedades

Por Natália Petrin em Plantas

Também conhecida como celidônia, chelidonio, erva-das-verrugas e erva-dos-calos, a planta da família das Papaveraceae tem caule ereto, podendo atingir de 30 a 120 centímetros de altura. Suas folhas são lobadas e chegam a ter 30 centímetros de comprimento, sua seiva é amarelo-alaranjada e suas flores são compostas por quatro pétalas amarelas. As flores são comuns ao final da primavera e durante o verão, e a planta desenvolve-se em áreas com pouca luz e temperatura fresca. A erva andorinha é considerada uma planta invasora e agressiva em áreas naturais. Nativa da Europa e do oeste da Ásia, a planta foi levada para outros lugares do mundo devido às suas propriedades curativas.

Chá da erva andorinha - Benefícios e propriedades

Foto: Reprodução

Propriedades medicinais e indicações

Agindo como sedativa local, analgésica, antiasmática, antibacteriana, antiespasmódica, anti-inflamatória, diurética, calmante e lenificante da angina do peito, cicatrizante, colerética, colagoga e diversas outras propriedades medicinais, a planta pode ser usada para tratamento de muitos males. Entre eles estão as acnes, artrite, asma brônquica, aumentar produção de urina, bronquite, cálculos biliares, doenças de pele, eczemas, enxaquecas, hepatite, manchas de pele, espasmos musculares, eliminação de verrugas, entre outras.

É constituída de ácidos, quelidônico, málico, cítrico, tartárico, alcaloides isoquinoleínicos, mucilagem, flavonoides, histamina, saponinas, resinas, magnoflorina, albuminas, vitamina C, alocriptonina, berberina e outras.

Como usar?

Para uso externo, use infusão ou decocção. A proporção que deve ser usada é de cinco colheres de folhas para cada litro de água. Leve a água ao fogo e, ao alcançar fervura, adicione a erva. Deixe ferver por aproximadamente dez minutos e desligue. Só use a planta com orientação e supervisão médica e nunca por via oral. Aplique como compressa, de duas a três vezes ao dia.

Para eliminação das verrugas, sua parte usada é o látex, a substância branca que flui da erva. O primeiro passo, será proteger o restante da pele não afetada pela verruga com um esparadrapo ou vaselina para evitar irritações na área. Em seguida, aplique o látex na verruga de duas a três vezes ao dia.

Efeitos colaterais, contraindicações e cuidados necessários

Esta planta deve ser usada internamente apenas em caso de orientação médica. Por ser tóxica, seu uso desta forma é desaconselhado, uma vez que pode provocar estomatite e gastroenterite. O uso excessivo ou além das recomendações pode levar a náuseas, vômitos, coma e até mesmo a morte. Em caso de ingestão acidental, será necessário realizar uma lavagem estomacal. Pode causar ainda obscuridade visual, cefalalgia, ardor nos olhos, dor no peito, aflição, dificuldade para respirar, depressão, diarreia e formigamentos no corpo. Não deve ser usada sem orientação médica.