Chã da hortelã japonesa: dê adeus aos problemas estomacais

Por Débora Silva em Doenças, Plantas

A hortelã japonesa, de nome científico mentha arvensis L., é uma planta herbácea anual ou perene, ereta, também conhecida popularmente como Vick e hortelã do Brasil. Embora as variadas nomenclaturas, a origem desta erva é o Japão. De odor e sabor mentolado forte, a hortelã japonesa foi trazida ao Brasil por imigrantes vindos do Japão e, atualmente, é cultivada em quase todo o mundo.

Os benefícios da hortelã japonesa

Devido às suas propriedades, a hortelã japonesa é utilizada em diversas áreas, como na farmácia e confeitaria, na indústria de cosmético e na medicina popular.

Dentre as propriedades medicinais desta erva estão as seguintes: antidispéptica, antivomitiva, descongestionante nasal e antigripal. As folhas da hortelã japonesa podem ser usadas frescas ou secas, seja na forma de chá, tintura ou como inalante.

Chã da hortelã japonesa: dê adeus aos problemas estomacais

Foto: Pixabay

Na medicina natural, esta planta é indicada no tratamento de gases estomacais, flatulência, dores de estômago e contra náuseas ou vômitos. Além disso, as suas folhas e o seu óleo essencial podem ser usados como desobstruente nasal e para aliviar o mal-estar respiratório.

Na farmácia e confeitaria, a hortelã japonesa ou o seu óleo essencial são utilizados para dar odor e sabor de menta a balas e remédios; na indústria de cosméticos, a planta é usada para proporcionar uma sensação refrescante a produtos como cremes dentais, loções e cremes para barbear.

Além dos benefícios citados, um estudo farmacológico do óleo essencial da hortelã japonesa aponta a sua importância em atividades contra bactérias e fungos e como colagogo. Em praticamente todo o mundo, o emprego desta erva e de seu óleo essencial é indicado para tratar casos de resfriado, tosse, bronquite, febre, calafrios, inflamações na boca e na faringe, dores e infecções.

Chá de hortelã japonesa

O chá de hortelã japonesa pode ser utilizado para tratar diversas condições de saúde e a sua posologia depende do problema a ser tratado. Confira a seguir:

Para gases estomacais, flatulência e dores de estômago:

Coloque vinte folhas da hortelã japonesa em uma xícara de chá e adicione água fervente. Cubra e deixe esfriar. Depois disto, coe e tome entre duas e três xícaras de chá ao dia, de preferência gelado.

Para vômitos e náuseas:

O modo de preparo do chá é o mesmo, porém, a indicação é tomar meia xícara de chá em pequenos intervalos durante o tempo necessário à cura.

Para intoxicações de origem gastrointestinal:

É indicado tomar apenas uma xícara de chá quando for necessário.