Chá da planta Pau Pereira

Esta árvore brasileira, da família das apocináceas, é encontrada nos estados do Rio de Janeiro, Minas Gerais, Bahia e Espírito Santo, e é bastante usada como ornamentação de praças e locais públicos pela sua beleza, copa grande e chamativa e pelas flores que apresenta entre os meses de maio e junho, época de inverno. Popularmente chamada de Pau-Pereira, a Geissospermum laevis possui diversos nomes, que variam de acordo com a região, como: Chapéu de Sol, Tinguaba, Pau Forquilha, Pau de Pente, Paratudo, Canudo Amargoso, Ubá-Açú, Pereiroá entre muitos outros. Contudo, seu nome mais popular, dizem, veio dos europeus que passaram a explorar o solo brasileiro em meados de 1500 devido a sua semelhança com a Pereira.

Chá da planta Pau Pereira

Foto: Reprodução

Uma curiosidade sobre a planta, é que no antigo Rio de Janeiro era bastante comum, nos botequins da cidade, adicionar cascas de Pau Pereira às garrafas de cachaça, ou até mesmo fazer as próprias garrafas da madeira da árvore. Os boêmios da época acreditavam que se consumissem a bebida junto à madeira da árvore teriam mais apetite sexual, pois esta possuía substâncias revigorantes.

Benefícios do Pau Pereira

O Pau Pereira está entre as dez mais importantes plantas brasileiras para a medicina, devido à seus grandes benefícios à saúde. O poder da planta está em sua casca que é grossa e possui um gosto bastante amargo, dela é feito um chá riquíssimo em substâncias que ajudam no tratamento de males como a malária, problemas de intestino, febres, tonturas, má digestão e inapetência. O Pau Pereira é bastante confundido com o Guatumbu Oliva, ou Guatumbu Branco, e apesar de terem composições químicas diferenciadas, ambos são usados para tratar das mesmas enfermidades.

Como fazer o Chá?

Para fazer o chá de Pau Pereira são necessárias duas colheres de sopa da erva, respeitando a medida para cada litro de água. Leve ao fogo e deixe em repouso por cinco minutos a partir do momento em que a mistura começar a ferver. Logo após, desligue o fogo e deixe tampado por cerca de dez minutos, depois coe o líquido e sirva. Está pronto para consumo. É indicado o consumo de duas a três xícaras de chá ao dia.

É importante lembrar que todo remédio, mesmo que natural, é preciso ter o acompanhamento de um médico para o consumo. Automedicar-se pode levar à complicações maiores. Então para evitar problemas futuros, consulte sempre seu médico sobre o consumo dos chás para conhecer as contraindicações.