Chá da raiz da cana comum contra a gripe

Por Katharyne Bezerra em Degustação, Doenças, Plantas, Saúde

Alcançando até 6 m de altura, a planta da família das Poaceae, a cana comum é uma espécie repleta de benefícios para o corpo humano. Também chamada de cana-do-reino, canne ou taquara-do-reino, a erva concentra propriedades benéficas nas raízes e é desta parte que pode ser extraído um chá capaz de tratar problemas de saúde.

Benefícios desta planta

Com propriedades medicinais que variam entre diurética, sudorífica, reconstituinte enérgico e expectorante, a cana comum pode ser usada para tratar problemas de saúde que afetam o organismo humano.

Estas atuações podem ser divididas em duas grandes indicações: no caso de problemas respiratórios ou para distúrbios intestinais.

cha-da-raiz-da-cana-comum-contra-a-gripe

Foto: reprodução/Wikipedia

No primeiro caso, pode-se dizer que os problemas respiratórios tratados por esta planta são bronquites, afecções catarrais, tosses, gripe e a tonificação do organismo, eliminando a fadiga. Já quando o assunto é o sistema digestivo, cana comum pode eliminar digestões difíceis, cólicas intestinais entre outras situações.

Como fazer o chá de cana comum?

Este medicamento natural é preparado através da infusão das raízes da planta e água. Primeiro, deve-se cortar em pequenos pedaços 40 g de raiz da planta. Depois, basta colocá-los dentro de um recipiente com um litro de água fervida. Tampa-se o reservatório e deixa em infusão por, aproximadamente, 10 minutos.

Após o tempo determinado, o líquido precisa ser coado e se for da preferência do consumidor, pode ser adoçado com cautela. Em casos onde o mel for usado para substituir o açúcar propriamente dito, a receita já ganha mais um aliado contra gripes e problemas respiratórios.

Contraindicações e cuidados especiais

Os remédios, sejam eles naturais ou não, possuem contraindicações, pois nem todo organismo está preparado para receber as propriedades e os princípios ativos que existem na composição destes produtos.

No caso do chá da raiz da cana comum, a contraindicação vai para as mulheres que estão no período de amamentação, isto porque a planta possui galatofugas, um efeito que interfere no sabor e benefícios do leite materno.

Além desta observação, é importante destacar que nenhum medicamento deve ser ingerido sem a avaliação médica. Este alerta serve para lembra que a automedicação pode ser tão prejudicial quanto a falta de cuidados, pois cada organismo reage de uma maneira diferente e é preciso ter bastante atenção neste ponto.