Chá de alecrim pimenta: potente antimicrobiano

Por Katharyne Bezerra em Degustação, Plantas, Saúde

Encontrada com mais facilidade no Nordeste do Brasil, o alecrim pimenta é um tipo de planta própria de regiões com altas temperaturas e pouca umidade, como a Caatinga e a Savana.

Após várias pesquisas evidenciarem as propriedades e benefícios desta erva, as pessoas estão apostando em seu plantio na região sul do país.

O nome científico da planta é Lippia sidoides e ela pertence à família da Verbenaceae. Além do nome alecrim primenta, esta erva também é conhecida como estrepa cavalo, alecrim do Nordeste ou alecrim bravo. Pode ser usada no tratamento de problemas de saúde que afetam as pessoas, devido a composição da planta.

cha-de-alecrim-pimenta-potente-antimicrobiano

Foto: depositphotos

Propriedades e indicações desta planta

Alecrim pimenta pode chegar até 3 m de altura, mas as propriedades medicinais desta planta de grande porte estão localizadas nas menores partes desta erva, isto é, nas folhas e flores. Portanto, podem ser encontrados nestas regiões do alecrim efeitos anti-histamínico, antisséptico e antimicrobiano. Duas funções benéficas à saúde, pois podem ser aplicadas nas seguintes situações:

  • Aftas;
  • Cárie;
  • Dor de garganta;
  • Infecções;
  • Alergias;
  • Coceira;
  • Espirro;
  • Rinite e rinite alérgica;
  • Chulé;
  • Micose;
  • Mau cheiro nas axilas;
  • Corrimento vaginal;
  • Esquistossomose;
  • Moluscicida;
  • Estalicido.

Como preparar o chá de alecrim pimenta?

Use uma colher (de sobremesa) da planta e um copo de água. Depois coloque os ingredientes misturada no fogo baixo e deixe ferver por aproximadamente 10 minutos.

Após ficar pronto, coe a bebida e utilize-a da maneira mais apropriada para cada tratamento. Por exemplo, se o problema for externo, o chá pode ser feito em maior quantidade para compor um banho ou um escalda-pés. Já se o distúrbio for interno, o paciente deve beber o chá até três vezes por dia.

Além disso, há casos específicos, como das aftas, cáries e dores de garganta. Nestas situações, o mais recomendado é fazer um bochecho com o chá ou um gargarejo. O procedimento precisa ser repetido até três vezes por dia até o tempo de obter a cura. Em poucos dias o tratamento já demonstra os efeitos positivos.