Chá de alfavaca – Conheça as propriedades desta erva

Por Camila Albuquerque em Plantas
Chá de alfavaca - Conheça as propriedades desta erva

Foto: Reprodução

A alfavaca (ocimum americanum) é bem conhecida aqui no Brasil, provavelmente você não reconhece-a por este nome porque ela é popularmente chamada de manjericão, folha larga, manjerona ou alfavaca-de-vaqueiro. Seu uso mais comum atualmente é na culinária, mas também é usada na indústria de cosméticos e na medicina popular. O manjericão pode ser ótimo acompanhado de molhos e queijos numa pizza, porém, é na medicina popular que ele merece mais destaque, devido aos benefícios do seu chá.

Propriedades medicinais

A alfavaca é adstringente, antibacteriana, antidiarréica, antifúngica, anti-inflamatória, antimutagênica, antioxidante, antisséptica local, antiviral, carminativa, expectorante, hipoglicemiante e sedativa.

Benefícios da alfavaca

  • Pode ser usada no tratamento de problemas renais.
  • Ajuda na digestão, melhorando casos de má digestão.
  • Ajuda em casos de febre e/ou tosse, diminuindo ambas.
  • Atua aumentando a lactação.
  • Pode ser utilizada em problemas como câimbra do estômago.
  • Catarro, enxaqueca, gripe, náuseas e problemas na garganta são combatidos e evitados pelo chá.
  • Gases, gastrite e vômitos são amenizados.
  • Indicado para pessoas que têm muito estresse e/ou fadiga.
  • É bom para o tratamento da pneumonia, da bronquite e de doenças mentais.
  • Indicado para epilepsia, distúrbios do trato urinário, infecções cutâneas, micoses, prurido, conjuntivite e reumatismo.
  • Pode ser usado para tratar dor de ouvido.
  • Acaba com as aftas.

Como fazer o chá desta planta

Como fazer o chá de alfavaca

Foto: Reprodução

Para preparar o delicioso chá de alfavaca, é bem simples, você irá precisar de:

– 2 colheres de sopa da planta (raízes, folhas, flores ou ramos).

– 1 litro de água fervente.

Coloque as 2 colheres de sopa na água, fazendo uma infusão por, no máximo, 10 minutos. Coar e adocicar são opcionais. É recomendável que seja bebido antes de dormir, ainda quente, pois é durante o sono que o nosso corpo se restabelece, dando uma forcinha às curas.

Alfavaca e o SUS

Existe um programa de fitoterapia no SUS (Sistema Único de Saúde), que inclui inúmeras plantas e ervas. Duas características da alfavaca fizeram com que ela também fosse incluída no tal programa: a primeira é o fato de que ela produz o ácido rosmarínico, que atua no organismo como adstringente, antioxidante, antimutagênico, antibacteriano, anti-inflamatório,  e antiviral. A segunda é o fato de que a ação antibacteriana ganha reforço com os fenóis presentes nos óleos essenciais da planta, que têm ação contra bactérias de diversos gêneros.