Chá de alfavaca de vaqueiro para tratar resfriados

Por Robson Merieverton em Cultura, Degustação, Doenças, Plantas, Saúde

Originária da América do Sul, de uso corrente pela população cabocla, a alfavaca de vaqueiro é uma planta da família das lamiaceae. Ela também é conhecida como remédio de vaqueiro e pode ser facilmente encontrada em locais com clima quente. Na medicina natural, a planta pode ser usada no tratamento de algumas doenças, através da sua raiz e folhas.

Seu uso foi bastante difundido pela população cabocla, já que ela era um dos únicos recursos disponíveis para o tratamento de doenças.

A alfavaca de vaqueiro possui um caule lenhoso e pouco ramificado. Suas folhas são de formato ovalado, recobertas de fina lanugem. Ela possui flores brancas e miúdas, que se aglomeram em espigas no ápice dos ramos.

Chá de alfavaca de Vaqueiro para tratar resfriados

Foto: reprodução/site onlineplantguide

Propriedades da alfavaca de vaqueiro

A planta possui muitas propriedades medicinais, entre elas, destaque para carminativa, antitussígena, peitoral, estimulante, sudorífica, expectorante, antiespasmódica e litagoga.

Sendo assim, ela é eficaz no tratamento de tosses, bronquites, coqueluche, gripes, resfriados, cólicas renais e litíase renal. A forma mais comumente utilizada nos tratamento é como chá, a partir da raiz da planta.

Seu uso é difundido entre adultos e crianças. Porém, dependendo da idade, a indicação para a ingestão varia, assim como a quantidade da planta que deve ser usada para o preparo do chá.

Chá de alfavaca de vaqueiro

Ingredientes

  • 1 litro de água fervente;
  • 2 colheres de sopa da raiz e folhas da planta trituradas.

Modo de preparo

Para preparar o chá de alfavaca de vaqueiro, basta colocar a água para ferver. Depois, é só acrescentar as duas colheres da planta. Espere cerca de cinco minutos com o fogo aceso e desligue em seguida.

Deixe a mistura em infusão por cerca de 10 minutos. Na sequência, use uma peneira para coar e a bebida está pronta para ser ingerida. O recomendável é que o chá de alfavaca de vaqueiro seja ingerido até três vezes por dia, após as refeições.