Chá de arnica – Benefícios e propriedades

Por Débora Silva em Plantas

A arnica (Lychnophora pinaster Mart.) é uma planta originária de regiões de clima temperado, pertencente à família das Asteráceas, a mesma dos girassóis. É também popularmente conhecida como betônica, betônica-das-montanhas, tabaco das montanhas, panaceia-das-quedas, entre outros nomes. A arnica pode ser facilmente confundida com o girassol, porém as suas folhas se diferem por possuírem uma textura aveludada e com pelos. A espécie mais conhecida da arnica é a Arnica Montana, também popularmente conhecida como “arnica verdadeira”, “arnica das montanhas”, “tabaco das montanhas”, dentre outros. Esta planta é largamente utilizada no tratamento caseiro de escoriações, além de ser útil no tratamento de lombrigas, mordidas de animais, no tratamento contra a flatulência e, quando utilizada na forma de tintura, como diurético.

Chá de arnica - Benefícios e propriedades

Foto: Reprodução

Propriedades da arnica

A arnica é rica em propriedades medicinais, devido à presença de lactonas sesquiterpênicas, flavonoides e óleos essenciais. Esta planta possui propriedades desinfetante, anti-inflamatória, tônica, analgésica, antisséptica, estimulante, cicatrizante e antimicrobiana.

Indicações de uso

A arnica pode ser utilizada tanto no uso externo como no interno. No uso externo, a arnica auxilia na cicatrização de feridas, lesões desportivas, roturas de ligamentos, hematomas, contusões, golpes e fibromialgia. A planta é comumente utilizada entre os esportistas por ser útil no clareamento de hematomas, para desfazer edemas, combater roturas de ligamentos, traumatismos e diversas contusões musculares.

No uso interno, auxilia no tratamento de casos de vermes, flatulência e inchaço. O uso interno da arnica só deve ser feito através da tintura de arnica ou de remédios homeopáticos com arnica, sob orientação do médico homeopata, pois ela pode ser tóxica. Nunca utilize a arnica internamente sem consultar um médico!

Chá de arnica para compressa

O chá de arnica é utilizado como compressa para contusões, reumatismo, dores de cabeça e para aliviar inchaços, além de ser benéfico para problemas de circulação. Também pode ser usado para fazer gargarejos para dor de garganta ou garganta inflamada.

Receita do chá

Coloque uma colher (chá) da erva para cada 250 ml de água. Aplique o chá morno com a ajuda de um tecido sobre a região a ser tratada. Use de três a quatro vezes ao dia.

Efeitos colaterais e contraindicações

Para o uso interno da arnica deve-se sempre respeitar as orientações de um homeopata, pois, em caso de superdosagem, podem ocorrer tonturas, tremores, dores abdominais, aumento da pressão arterial, vômitos, taquicardia ou arritmias cardíacas. O uso da arnica é contraindicado para grávidas e nos casos de feridas expostas (sem pele).