Chá de briônia: um purgante que combate doenças

Por Débora Silva em Degustação, Plantas, Saúde

A briônia, de nome científico Bryonia dioica, é uma planta trepadeira pertencente à família das Cucurbitáceas.

Originária da Europa, região onde é bastante utilizada devido às suas propriedades medicinais, esta planta apresenta grande raiz tuberosa; caules finos, ásperos e angulosos; folhas pecioladas e alternas; flores de coloração verde amarelada; e fruto baga globosa, de cor vermelha.

A parte utilizada da briônia é a sua raiz que, embora tenha péssimo odor, constitui um purgativo de elevado valor. O vegetal pode ser utilizado em forma de chá para tratar uma série de condições de saúde.

Propriedades e benefícios da briônia

cha-de-brionia-um-purgante-que-combate-varias-doencas

Foto: reprodução/site wikipedia

Os princípios ativos da briônia incluem os glicosídeos (brionina), tanino, fitosterinas e resinas (briosterinas). Dentre as propriedades medicinais desta planta estão a sua ação antirreumática, laxante, diurética e vermífuga.

Devido às suas propriedades medicinais, a briônia é empregada na medicina natural para tratar uma série de condições de saúde, incluindo tosse, gripes e resfriados, pneumonia, peritonite, reumatismo, diarreia, vermes, inflamação dos seios, sarampo, glaucoma, dores de estômago, dispepsia com acidez, congestão hepática, apendicite, meningite, dores de cabeça, dores lombares, diabetes e outros problemas.

Além disso, este vegetal ainda contém 20% de fécula que, após o processo de fermentação, pode substituir a batata-inglesa, pois encerra substâncias como, por exemplo, a bryoicina, uma matéria cristalizada azotada.

Como preparar o chá de briônia?

Para preparar o chá de briônia, basta acrescentar 3 gramas do pó da raiz seca em meio litro de água fervente. Deixe esfriar e, posteriormente, filtre a mistura com o auxílio de um tecido.

A indicação de consumo deste chá é de duas vezes ao dia, para tratar prisão de ventre e vermes.

O modo de usar a briônia depende da condição de saúde a ser tratada. Assim sendo, além do chá à base da planta, também é possível aproveitar os benefícios terapêuticos do vegetal por meio de cataplasma e vinho. Confira a seguir:

  • Cataplasma

Aplique 30 gramas da raiz fresca e esmagada em uma gaze. O uso constante e prolongado desta receita não é indicado, pois pode provocar graves irritações na pele.

  • Vinho

Basta macerar 60 gramas da raiz da planta, cortada em pequenos pedaços, em um litro de vinho de boa qualidade. Deixe pelo período de 24 horas, filtre o vinho e coloque em uma garrafa.

A indicação de consumo desta receita é de uma colher antes das principais refeições. É recomendado para tratar reumatismo e por suas propriedades diuréticas.

Precauções e contraindicações

Tenha sempre em mente que a automedicação pode ser muito perigosa! Por isso, sempre consulte um especialista antes de iniciar quaisquer tratamentos – inclusive aqueles realizados com plantas.

Todo vegetal pode conter substâncias prejudiciais à sua saúde, por isso, deve ser utilizado com cuidado e sob supervisão médica. As raízes e bagas da briônia contêm brionicina, que causam diarreia e enrijecimento tetânico.