Chá de buchinha do norte – Benefícios e propriedades

Por André Luiz Melo em Plantas

Ninguém merece aquela sensação do sistema respiratório congestionado acompanhada de dor de cabeça e outros desconfortáveis sintomas, não é mesmo? Se esse é o seu caso, relaxe e prepare-se para voltar a respirar melhor.

A Luffa operculata (buchinha) é uma planta com origem na América do Sul e nativa brasileira. É uma espécie trepadeira de caule anguloso, gavinhas simples ou bífidas, compridas e vilosas. Suas folhas são longo-pecioladas, cordiformes ou reniformes, um pouco crespas, angulosas ou lobadas, possuindo de três a cinco lobos.

Essa planta possui flores amarelas e pequenas, campanuladas e axilares. Suas sementes são longas, lisas, com margens regulares e sem alas. Já os frutos da buchinha são ovoides, flácidos, pequenos, crespos e com tímidas nervuras ou saliências espinescentes e seriadas.

Chá de buchinha do norte - Benefícios e propriedades

Foto: Reprodução

Nomenclaturas

Além do nome científico e do tradicional título de buchinha do norte, essa planta é também conhecida, entre outros nomes, como cabacinha, bucha-dos-paulistas, puga-de-joão-pais, abobrinha-do-mato, abobrinha-do-norte, purga-de-bucha, bucha-dos-caçador, purga-de-bicho, endoço, purga-de-falope, capa-de-bode e buchinha-do-nordeste.

Benefícios

O fruto da buchinha do norte é indicado como forte aliado no tratamento de doenças do sistema respiratório, tais como: sinusite, rinite, bronquites, entre outras complicações respiratórias. Além de sua eficácia contra dor de cabeça, feridas, herpes e ascite.

Propriedades medicinais

Essa planta é dotada de propriedades com ação anti-herpética, expectorante, adstringente, vermífuga e antisséptica. Importante: devido a buchinha ser extremamente tóxica, a mesma só deve ser usada de forma externa em inalações.

Chá da buchinha do norte

O fruto é a parte da buchinha que se utiliza como erva medicinal, mas este deve ser utilizado de forma externa por meio da inalação do seu chá, este que deve ser feito sem a necessidade de fervura da água, uma vez que tal efeito pode provocar sangramento no nariz.

Preparo: Após descascar, retire um pedaço do fruto e mergulhe dentro de um recipiente com um litro de água e deixe por cinco dias. Feito isso, deve-se inalar de uma a duas gotas do líquido, em caso de problemas respiratórios como a sinusite, ou mesmo para limpar herpes e/ou feridas na pele.

Efeitos adversos e contraindicações

Hemorragias. Eis o principal efeito adverso que pode ser provocado pela utilização excessiva da buchinha do norte e/ou sem indicação médica. Seu uso é contraindicado para gestantes e internamente para qualquer pessoa.