Chá de cajazeira contra febre e problemas no estômago

Por Natália Petrin em Doenças, Plantas

A planta cajazeiro, também conhecida como taperebazeiro, macucu, cajá, cajá mirim, cajazeira, cajá manga, taperebá, tamacoaré, acaiamiri, acaiba, cajá pequeno, cajá miúdo, entre outros nomes, é uma árvore muito frondosa e bastante grande, que pode alcançar os 25 metros de altura.

De nome científico spondias mombin, a planta pertence à família das anacardiaceae, e possui casca perfumada e fruto de coloração amarelo-alaranjado com polpa resinosa e ácida, comestível e bastante perfumada. As folhas são atacadas comumente por um dos conhecidos bicho da seda.

A planta é bastante cultivada no Brasil, principalmente na Bahia. É fornecedora de madeira de fácil trabalho para a marcenaria, carpintaria, marchetaria e para fabricação de cercas e canoas. A sua casca é comumente usada para fabricação de imagens, boquilhas para cigarros, ornatos de capela e imagens. Existem crenças de que a fumaça que os caroços da planta exalam quando queimados, cura feridas ou úlceras.

Chá de cajazeira contra febre e problemas no estômago

Foto: Reprodução/ internet

Como consumir

O fruto pode ser consumido in natura ou ainda na forma de compotas, geleias, doces, sucos, sorvetes, vinho, além do chá feito com as folhas.

Benefícios e propriedades

O fruto possui ação febrífuga, além de ser usada para o tratamento de uretrites e cistites. A folha pode ser aproveitada para o preparo de chás para uso interno ou externo, sendo eficaz no tratamento de febres biliosas, constipação do ventre, dores de estômago, complicações pós-parto, doenças da laringe, doenças dos olhos e diarreia. Trata ainda conjuntivites, disenteria, erisipela, hemorroida, hematomas, retenção de urina, vômitos espasmódicos, entre outros.

É rica em vitaminas A e C, além de cálcio, carboidratos, fósforo, ferro, ente outras substâncias. Tem propriedade anti-inflamatória, anti-hemorroida, antiblenorrágica, antidiarreica, antileucorreica, antimicrobiana, antiviral, diurética, estomáquica, febrífuga e tônico cardíaco.

Como usar

Para preparar o chá, você vai precisar de:

– 1 xícara de chá das folhas

– 1 copo de água

Em um recipiente, coloque as folhas e a água e leve ao fogo. Quando a mistura começar a erguer fervura, cronometre cinco minutos. Depois disso, desligue o fogo e abafe a mistura, deixando descansar por, aproximadamente, dez minutos ou até amornar. Coe e consuma.

As cascas devem ser usadas em decocção para hematomas, diarreias, disenterias e hemorroidas; As sementes em decocção são eficazes para tratar retenção urinária; Já as flores em decocção ajudam no tratamento de doenças dos olhos e da laringe;

Frutos na forma de suco ou in natura combatem digestões difíceis, vômitos e cólicas, além de auxiliar no combate à hipertrofia do coração e às úlceras. Estimula ainda o funcionamento dos rins e trata a febre.