Chá de carqueja-doce e seus ricos benefícios

Por Natália Petrin em Plantas

A planta conhecida como carqueja-doce é uma espécie que possui caule trialado e alcança, aproximadamente, 70 centímetros de altura. Com epiderme uniestratificada e revestida por cutícula levemente estriada, a planta possui estômatos anomocíticos e tricomas glandulares pluricelulares.

De nome científico Baccharis articulata, a carqueja-doce é também conhecida como carquejinha, carqueja-amarga, carqueja-do-mato e muitos outros nomes populares. Ela possui propriedades medicinais diversas que fazem dessa planta da família Asteraceae um excelente medicamento natural.

A planta, nativa da América do Sul, é comum em regiões rochosas e arenosas no sul de países como Paraguai, Uruguai, Argentina e Brasil.

Indicações

Como dito anteriormente, possui propriedades medicinais que a fazem útil no combate de algumas doenças e afecções, como problemas digestivos, diuréticos, debilidade orgânica, anemia, úlceras, cálculos biliares, insuficiência de secreção da bile, icterícia, cólica biliar, cirrose hepática e congestão hepática.

A presença de uma substância chamada cinarina, faz com que ela atue promovendo a redução do colesterol e como um hepatoprotetor. Pode atuar ainda como um auxiliar ao inibir os agentes causadores da esquistossomose e do mal de Chagas, no tratamento de problemas no baço, bexiga, estômago e casos de má digestão, má circulação e diabetes. Por atuar como diurético, pode ser aumentar a excreção de ureia nos rins e fígado e, segundo alguns estudos, pode ser usada também no aumento da libido feminina. Pode ser usada como auxiliar no emagrecimento, pois atua como diurética e desintoxicante.

Chá de carqueja-doce e seus ricos benefícios

Foto: Reprodução

Dicas de uso

O chá  de  carqueja-doce apresenta um sabor muito amargo e, por isso, é difícil quem consiga consumi-lo diariamente. Indica-se então o consumo junto com algumas folhas de hortelã, de forma a amenizar o sabor.

Como preparar?

Para o preparo desse chá, você deverá usar a proporção de duas colheres de sopa da  carqueja-doce picada para cada 500 ml de água. Em um recipiente, ferva a água e desligue o fogo. Coloque em uma xícara a erva, e derrame a água por cima. Tampe e deixe descansar abafado por, no mínimo, cinco minutos, coando e consumindo somente após esse período. A ingestão deve ser feita entre duas e três xícaras de chá ao dia.

Contraindicações

Antes de fazer uso de qualquer medicamento, mesmo que natural, consulte um médico especializado para saber qual o melhor tratamento para o seu caso. Quando usada em doses recomendadas, a planta não apresenta contraindicações ou efeitos colaterais, mas quando usada em excesso, pode causar quedas na pressão arterial.