Chá de cipó cruz no combate a doenças sérias

Por Katharyne Bezerra em Plantas

Conhecida por cipó cruz, a planta Arrabidaea chica, possui vários outros nomes, que muda de região para região. Em alguns lugares pode ser conhecida por cajuru, paripari, carajuru, chica ou outros tantos nomes. Mas o que pouca gente sabe, é que essa planta é usada como remédio natural para melhorar a saúde, desde casos mais simples até os mais graves, como leucemia.

Componentes do cipó cruz

A planta possui em sua composição agentes indispensáveis à saúde humana.  Em resumo, o cipó cruz é rico em alcaloides, ácido anísico, carajurone, ferro, flavonoides, quinonas, taninos e triterpenos.

Por essa razão, o chá feito com suas folhas ou flores tem capacidades medicinais, como anti-inflamatória, cicatrizante, desinfetante, expectorante, fortificante, emoliente, adstringente, afrodisíaco, antidiabético, antianêmico e antileucêmico.

Chá de cipó cruz no combate a doenças sérias

Foto: Reprodução

Cipó cruz a favor da vida

É impressionante a quantidade de casos relacionados a leucemia hoje em dia. Doença séria que afeta os leucócitos, os glóbulos brancos do sangue presentes nos gânglios linfáticos e na corrente sanguínea, deixando o paciente sem a função de imunidade no organismo.

Pacientes leucêmicos, por possuir a imunidade baixa, estão sujeitos a várias outras doenças que só complicam o caso. Nestas situações, a erva é usada para aumentar a produção de hemoglobina no sangue. Outras substâncias da erva liberam agliconas, elementos que possuem uma atividade antioxidante e anticancerígena, auxiliando não só nos casos de leucemia, como também em outros tipos de câncer, o de boca e de útero, principalmente.

As propriedades do cipó, como a ação adstringente, cicatrizante, anti-inflamatória, antimicrobiana e antifúngica, ajudam no combate a ferimentos, picadas de inseto, icterícia e inflamações na região íntima.

Problemas como diarreia e cólica intestinal também podem ser evitados com o uso do chá de cipó.

Modo de usar

As folhas do cipó cruz são utilizadas para obter os benefícios desta erva. Para isso, é preciso quatro folhas e 500 ml de água. Em seguida, leva-se ao fogo e espera ferver por alguns minutos, depois aguarda mais cinco minutos. Posteriormente, quando o chá estiver com uma boa temperatura, é só bebê-lo pelo menos duas vezes por dia.

Como a erva é usada para vários fins, não é necessariamente preciso usá-la apenas tomando o chá. Outras alternativas são, um assento com o líquido, aliviando problemas ginecológicos e a utilização de compressas, afim de amenizar dores provocadas por inflamações.

Como servir o chá?

Para crianças de até 01 ano: ½ colher de café (rasa) da erva triturada para 50 ml de água fervente.

Crianças de 02 a 05 anos: 01 colher de café (cheia) para 100 ml de água fervente.

Crianças de 06 a 10 anos: 01 colher de chá (rasa) para 01 xícara de água fervente.

Acima de 10 anos e adultos: 01 colher de chá (cheia) para 01 xícara de chá de água fervente.

Após adicionar a erva na água, tampe, aguarde 10 a 15 minutos ou até que a temperatura do chá seja confortável para tomar.