Chá de ‘dente-de-leão’: amigo da pele e da saúde em geral

Por Katharyne Bezerra em Plantas

Algumas plantas são capazes de oferecer benefícios ao seres humanos quando são usadas em forma de chá, cápsulas, tinturas etc. Um bom exemplo é o das plantas do gênero taraxacum, mais conhecidas como dente-de-leão, que é cientificamente comprovada uma aliada da saúde do corpo e da pele, isso graças as suas propriedades.

A planta surge em diversas regiões de clima temperado ou subtropical do mundo. É também conhecida por outros nomes, como quartilho, amor-dos-homens, esperança, taráxaco entre outros. Pode ser encontrada em algumas feiras livres, lojas especializadas em produtos naturais e você pode cultivar a mesma em um jardim.

Dente-de-leão: uma bomba de nutrientes

Os benefícios do dente-de-leão para a saúde são variados, isso porque a planta possui em sua composição muitos minerais, vitaminas, proteínas e efeitos antioxidantes e diuréticos. Apesar do gosto amargo, o chá feito com as folhas da esperança carregam as mesmas propriedades que tratam doenças e previnem outras.

Chá de 'dente-de-leão': amigo da pele e da saúde

Foto: Baixaki

O dente-de-leão possui vitamina A, essencial para garantir uma melhor visão, qualidade da pele e de crescimento; vitaminas do complexo de B, responsáveis pelo bom funcionamento do sistema neurológico. Bem como, vitamina K, que regula a coagulação do sangue e ainda consegue ser importante para a saúde óssea; vitamina C, para ajudar o sistema imunológico; vitamina E, que age como antioxidante.

A planta ainda possui potássio, zinco, cálcio e ferro, responsáveis, respectivamente, pela contração muscular, digestão de proteínas, fortalecimento de ossos e dentes, e prevenindo o desenvolvimento de doenças como a anemia e problemas ligados ao coração.

Ação antioxidante presente no dente-de-leão

Os agentes antioxidantes combatem os radicais livres presentes no corpo e que são os responsáveis pelo envelhecimento das células, principalmente as da pele. Além disso, essa atuação reduz o risco de surgimento de doenças como o câncer e as que são ligadas ao fígado. Podem também, eliminar as toxinas que estão presentes nas células de gorduras, facilitando assim a eliminação dessas últimas.

Como preparar o chá desta planta?

Para fazer o chá é preciso usar uma colher de sopa das raízes para uma xícara de água fervida. Depois que unir os dois ingrediente é necessário abafar o recipiente e esperar aproximadamente 10 minutos para poder tomar. É uma bebida amarga e, por isso, pode causar incômodo ao ser ingerida. Por essa razão, você pode adicionar outros ingredientes como o limão, canela, gengibre, hortelã ou alguma fruta com propriedades diurética, à exemplo do melão e do abacaxi.

O consumo ideal deve ser de três xícaras de chá por dia, mais que isso pode afetar a sua saúde e oferecer alguns efeitos colaterais, como azia e diarreia. Outra contraindicação é para  mulheres grávidas ou em períodos de amamentação, bem como pessoas que possuem hipertensão e glaucoma, em todas as situações fica restrito o uso desse medicamento.