Chá de douradinha do campo – Propriedades e benefícios

Por Gabriely Araujo em Plantas

A douradinha do campo – também conhecida como malva-branca e malva-veludo – é uma planta da família das Escrofulariáceas, arbustiva e pode alcançar até 50 cm de altura, com uma textura aveludada, contendo pelos cinzentos, flores pequenas de cor amarelada, e uma raiz profunda. É encontrada em quantidade generosa na África, Ásia e Austrália, contudo também ocorre em todo o mundo, mas com menor presença. Em terreno sul-americano pode ser encontrada em países como Uruguai, Paraguai, Argentina e na região sul do Brasil.

Chá de douradinha do campo - Propriedades e benefícios

Foto: Reprodução

Propriedades e benefícios

Esta planta possui propriedade tônica, diurética, hipotensora , anti-inflamatória, estimulante, sudorífica, emoliente, cardiotônica, antialbuminúrica, depurativa, energética e emagrecedora, o que explica seu uso na medicina ser bastante antigo. E apesar de alguns estudiosos alegarem que a douradinha do campo é uma planta venenosa, ela é eficiente no tratamento de diversos males (na maioria das vezes em forma de chá), como doenças de pele (feridas, na maioria de origem sifilítica), reumatismo, problemas com a pressão arterial, tosse, bronquite, cólicas renais, ácido úrico e dificuldades para urinar entre outros.

Indicações gerais

  • Ácido úrico
  • Gota
  • Reumatismo
  • Pressão arterial
  • Coceiras
  • Feridas
  • Eczemas
  • Cólicas renais
  • Catarro crônico
  • Cistite crônica
  • Dificuldades para urinar
  • Disenteria
  • Afecções pulmonares
  • Blenorragia
  • Tosse
  • Bronquite
  • Doenças sifilíticas
  • Doenças nos pulmões

Chá de douradinha do campo

Como fazer?

Triture as folhas, cascas e ramos da erva e misture duas colheres (20 gramas) para cada litro de água. Leve ao fogo e aguarde até que o líquido comece a ferver, após este ponto desligue e deixe repousar, tampado, por cerca de dez minutos. Para consumo é importante coar o chá para evitar serem ingeridas pequenas partes da planta.

Posologia

É indicado que se ingira de duas a três xícaras do chá diariamente. O mesmo também serve para o tratamento de males externos, como feridas, coceiras ou micoses.

Há contraindicações?

Cuidado com o exagero no uso da douradinha do campo, pois como tudo demais faz mal, a douradinha pode provocar distúrbios intestinais como diarreias e dores abdominais. Seu uso fica proibido a pacientes que possuam problemas de coagulação, caso contrário este problema poderá ser agravado pelas propriedades da planta.

É importante destacar que mesmo sendo um remédio natural, ainda assim é um remédio, e como todos os outros, se não for usado da maneira correta e com o acompanhamento adequado pode desencadear reações adversas ao mesmo. A consulta a um médico ou especialista em plantas medicinais e suas propriedades é altamente indicada. Nada de começar um tratamento por conta própria.