Chá de equinácia para mononucleose

Por André Luiz Melo em Doenças

Talvez você nunca tenha ouvido falar no chá de equinácea, mas essa infusão juntamente à água morna adicionada de sal constituem os dois principais medicamentos caseiros para o combate à mononucleose. O primeiro deve ser tomado, enquanto que o segundo utilizado para gargarejar.

Tal eficácia de ambas as receitas se dá em decorrência de tanto a equinácea como sal possuírem propriedades anti-inflamatórias, e isso faz com que a dores e inflamações na garganta sejam aliviadas.

Doença do beijo

Conhecida popularmente como doença do beijo, a mononucleose é um transtorno que afeta a saúde humana por meio de infecção viral. Essa doença é, essencialmente, transmitida pela saliva e provoca sintomas como dor de cabeça, febre, aumento das ínguas, sobretudo do pescoço, placas esbranquiçadas com presença de pus na garganta, causando inflamação e dores.

O tratamento médico recomendado por especialistas para o combate a esse mal é repouso, hidratação e a ingestão, por meio de prescrição médica, de remédios analgésicos, antipiréticos e anti-inflamatórios.

Chá de equinácia para mononucleose

Foto: Reprodução

Assim, é importante ressaltar que as receitas alternativas naturais não devem ser aplicadas em substituição ao tratamento médico recomendado por especialistas. Medicamentos caseiros devem atuar como complemento para acelerar na recuperação do paciente.

Chá de equinácea

Rica em propriedades anti-inflamatórias e imunoestimulantes, a equinácea é uma planta medicinal bastante eficaz na fortificação do sistema imunológico do paciente que seja portador da doença, além de auxiliar na redução dos sintomas causados por tal enfermidade, como dor no abdômen, dor de cabeça e garganta inflamada.

Receita

  • 1 colher das de chá de folhas de equinácea
  • 1 xícara de água
  • 1 colher das de chá de folhas de maracujá picadas

Adicione as folhas de equinácea e maracujá na água fervida e deixe descansar durante 15 minutos. Feito isso, basta coar e tomar a infusão. Recomenda-se a ingestão do líquido por até duas vezes ao dia.

Gargarejo com água adicionada de sal

Com propriedades antissépticas e anti-inflamatórias, o sal é um composto altamente recomendado para o tratamento de mononucleose. O mesmo atua como agente importante no tratamento das placas esbranquiçadas na boca e garganta, aliviando assim dores e inflamações nessas áreas.

Para fazer

  • 1 colher das de chá de sal
  • Copo de água morna

Adicione sal na água morna e dissolva bem. Feito isso, basta colocar na boca um gole e em seguida gargareje pelo máximo de tempo possível.