Chá de garra do diabo – Veja os poderes desta infusão

A garra do diabo, planta original da África, possui também nomes como Unha do Diabo e Hárpago, além do nome científico de Harpagophytum procumbens D.C. É composta por princípios amargos, iridóides: arpagídeo, harpagosídeo (efeito anti-inflamatório comprovado), e fitoesteróis. Após muitos estudos clínicos e científicos sobre seus componentes e efeitos no organismo humano, ela passou a ser considerada uma erva benéfica para ser consumida como chá.

Chá de garra do diabo

Imagem: Reprodução

Quais as propriedades do chá de garra do diabo?

Indicada principalmente como analgésica e anti-inflamatória, a garra do diabo também é eficaz combatente contra tendinite, doenças reumáticas, de bexiga, rins e fígado, alivia sintomas de diabetes, tendinite, colesterol ruim alto, problemas na vesícula, intestinos e pâncreas.

Acredita-se ainda que quem a ingere frequentemente garante para si uma velhice mais agradável. Isto porque ela deixa as articulações mais elásticas e leves, além de aumentar a imunidade, evitando assim que a pessoa de idade avançada contraia facilmente as doenças mais costumeiras para os idosos, como pneumonia, gripes regulares, problemas de garganta, entre muitos outros.

Caso esteja em algum tratamento, consulte seu médico para verificar se o chá de garra do diabo é liberado em seu caso. Ele pode ser utilizado em conjunto com medicações cardiovasculares e anticoagulantes, por exemplo.

Como preparar o chá de garra do diabo

Lave as raízes e aguarde até que estejam totalmente secas. Quando estiverem, faça o chá por meio da infusão, com a chaleira tampada, e o beba 3 vezes por dia. O tempo para notar os resultados dependerá da sua necessidade. Por exemplo, se precisar da garra do diabo como analgésico ou anti-inflamatório, tomando essas quantidades por dia, os resultados poderão aparecer em até 3 semanas. Já para pessoas que desejam alivio de diabetes, reumatismo ou articulações rígidas, os resultados significativos podem levar até 3 meses para serem notados, lembrando que varia de organismo para organismo.

Fique atento

É importante atentar-se para os sinais de seu corpo ao iniciar o tratamento com garra do diabo. Caso note princípio de alergia, tenha alucinações ou problemas gastrointestinais, suspenda o uso imediatamente e procure um médico para saber o que está se passando. Seu uso é contraindicado para gestantes, lactantes, alérgicos e pessoas com úlcera.

Caso não encontre raízes da garra do diabo para fazer o chá – devido ser uma planta importada – poderá encontrá-la ainda como cápsulas e óleos a serem ingeridos diariamente.