Chá de hortelã – Conheça seus benefícios e propriedades

A hortelã é uma planta de origem asiática, que hoje se tornou a planta mais usada em todo o mundo, principalmente devido a seu aroma, presente nas folhas. Ela pode ser encontrada atualmente na culinária e na composição dos mais diversos produtos que vão das clássicas gomas de mascar de hortelã, a remédios e até mesmo produtos de limpeza. Mas além do aroma bastante agradável, a hortelã possui diversas propriedades medicinais, que, se aproveitadas da maneira correta, podem contribuir para uma boa saúde e combater males diversos.

Chá de hortelã - Conheça seus benefícios e propriedades

Foto: Reprodução

Um chá cheio de benefícios

Como toda planta medicinal, existe a forma correta de se utilizar a hortelã, que, por sua vez, é geralmente aproveitada na forma de chá, mas também podendo ser utilizada como inalação ou tempero para comidas. O chá da hortelã, além de ser um afrodisíaco segundo o povo árabe, é um ótimo auxílio para quem deseja perder aqueles quilinhos a mais, e esta não é uma história da carochinha, sua eficácia em dietas já foi comprovada em estudos universitários. A planta também é rica em vitaminas A e C, além de ser fonte de ferro, que faz bem para o sangue e cálcio, que é a base da formação de ossos e dentes.

A hortelã possui também propriedades antioxidantes, ajuda a conservar o colágeno da pele e cabelo e é uma estimulante do sistema digestivo. Seu chá é utilizado no tratamento de tosses e resfriados, cólicas, problemas de estômago e diarreias, além de é claro dar uma melhorada significativa no hálito de quem o consome.

Como fazer o chá de hortelã?

Para o preparo do chá é preciso uma quantidade considerável das folhas da hortelã.  As coloque numa chaleira ou panela comum e as deixe ferver por um período de cinco a dez minutos, não mais que isso, pois as folhas podem perder parte de suas propriedades. Após a fervura o chá, que é servido à temperatura ambiente, pode ser adoçado a gosto, mas com moderação para que suas propriedades sejam preservadas. Seu consumo é apenas contraindicado para crianças, devido à sua mucosa ainda ser bastante sensível, podendo ser irritada pela planta que pode vir até a causar falta de ar.

Preste atenção

Por fim, é sempre bom lembrar que é preciso ter cuidado no consumo de plantas medicinais. As mesmas não podem ser usadas de modo irrestrito e por conta própria quando se fala de algum tratamento à base destas plantas.