Chá de jucá tem muitos benefícios fitoterápicos

Por Lia Vieira em Plantas

A planta jucá é conhecida também como pau-ferro, ibirá-obi, imirá-itá, pau-ferro-do-ceará, jucaína, icaína, icainha, muiarobi e muiré-itá. Seu nome científico é Caesalpinia férrea. Tem sua origem no Brasil e faz parte da família Fabaceae. Dentro do ramo da medicina natural o chá de jucá é bastante utilizado para o tratamento de diversas doenças, tais como:

  • Diabetes;
  • Gengivite;
  • Gota;
  • Sífilis;
  • Hemorragia;
  • Reumatismo;
  • Disenteria;
  • Asma;
  • Cólica intestinal;
  • Tosse com catarro;
  • Hemorroida.

Informações gerais

O chá de jucá é muito utilizado em regiões do Sudeste e no litoral do Nordeste do Brasil. Sua árvore é de grande porte e nativa da Mata Atlântica. É considerada como o ébano brasileiro, devido a sua madeira ser muito dura, por isso encontram-se apelidos como o pau-ferro.

A baga e a casca dessa planta têm efeito fitoterápico e são utilizadas na preparação de chás que servem para ajudar em tratamentos de várias enfermidades.

O chá de jucá deve ser tomado com cuidado, do contrário, ingerido em demasia, pode provocar efeitos indesejáveis ou até mesmo agir como uma planta tóxica.

Chá de jucá tem muitos benefícios fitoterápicos

Foto: Reprodução

Características

A planta jucá ou pau-ferro possui a copa arredondada e ampla com cerca de 6 a 12 metros de diâmetro. Seu porte é imponente, atingindo de 20 a 30 metros de altura. O tronco apresenta variação de diâmetro de 50 a 80 cm, é de cor clara, liso e descamante, configurando um efeito visual diferenciado e, em muitos casos, é utilizado como forma de decoração. As folhas são de cor verde-escuro, compostas bipinadas. Suas flores surgem apenas no verão e outono, possuem cores amarelas e são de pequeno porte.

Chá de jucá – O que é um tratamento fitoterápico?

Tratamento fitoterápico é quando utilizamos plantas medicinais ou bioativas em diferentes preparações sem a utilização de métodos modernos científicos para o tratamento de doenças e na recuperação da saúde.

O termo fitoterapia tem origem grega, no qual fito (phyto) significa “vegetal” e terapia (therapeia) quer dizer “tratamento”.

Podemos considerar também como medicamento fitoterápico toda preparação farmacêutica (extratos, pomadas e cápsulas) utilizando como matéria-prima partes de plantas (folhas, caules, raízes, flores e sementes).

Chá de jucá

  • 4 favas de jucá;
  • 1 litro de água;
  • Mel a gosto.

Lave as favas de jucá e coloque para ferver por cerca de 5 minutos, em 1 litro de água. Após esfriar conserve na geladeira. Beba dois copos da bebida por dia, preferencialmente um pela manhã e outro após o almoço.

Chá de jucá com limão

  • 3 favas de jucá;
  • O suco de um limão;
  • 2 colheres de chá de mel com própolis;
  • 1 litro de água.

Coloque os favos em 1 litro de água e deixe ferver por cerca de 5 minutos. Desligue o fogo e acrescente o suco de limão. Em uma xícara, adoce a bebida morna com duas colheres de chá de mel com própolis. Essa receita é ideal para ser ingerida antes de dormir. É revigorante para acordar com disposição no dia seguinte.