Chá de mulungu promete acalmar e relaxar

Por Robson Merieverton em Plantas, Saúde

Se hoje é um daqueles dias que você está se sentindo elétrico, estressado e com os ânimos bastante exaltados. Uma solução rápida, prática e natural para sanar esse problema é fazer uso do chá de mulungu.

Suas propriedades medicinais ajudam a acalmar, acabar com a insônia e se livrar do estresse.

Essas sensações podem desencadear uma série de danos para o controle emocional e psicológico de uma pessoa. Por isso, tratá-las com rapidez e eficiência é quase que indispensável.

Chá de mulungu promete acalmar e relaxar

Foto: depositphotos

Sobre o mulungu

O mulungu é uma planta medicinal também conhecida como canivete, bico-de-papagaio e corticeira.

Seu nome científico é Erythrina mulungue e pode ser encontrada facilmente em lojas de produtos naturais sob a forma de planta ou tintura. Geralmente, as partes usadas do mulungu são os frutos, flores, cascas e sementes.

Indicações do Mulungu

Quando o problema está relacionado ao estado emocional de uma pessoa, o mulungu é visto como um santo remédio.

Seu uso está relacionado a eliminação de problemas como neurose, ansiedade, agitação, histeria, depressão, compulsão, ataque de pânico e distúrbio de sono.

O mulungu também está associado ao tratamento de doenças como hepatite, pressão alta, cistite, esclerose, epilepsia, insuficiência urinária, gengivite ou bronquite asmática.

Chá de mulungu

A ingestão do chá pode ser associada ao tratamento de todas as doenças apresentadas acima, porém, as mulheres grávidas ou que estão em processo de amamentação não devem ingeri-lo. Assim como as pessoas que sofrem de problemas com pressão baixa ou que usem remédios para hipertensão.

Veja como se preparara a bebida

Ingredientes

  • 6g de casca de mulungu
  • 150 ml de água

Modo de preparo

Coloque a água para ferver junto a casca do mulungu. Deixe em ebulição por aproximadamente 15 minutos. Após esse processo, deixe a bebida esfriar um pouco e já pode ingeri-la.

O chá de mulungu deve ser tomado de duas a três vezes por dia, durante três dias seguidos. Porém, não é aconselhável que a ingestão do chá se estenda por mais de três dias, pois, apesar de se tratar de um remédio natural, pode causar paralisia muscular.