Chá de nó de cachorro

Por Wanessa Galvão em Plantas
Chá de nó de cachorro

Foto: Reprodução

Você já ouviu falar em chá de Nó de Cachorro? Esse chá é feito a partir das raízes e da casca de uma planta brasileiríssima, que é facilmente encontrada na região centro-oeste do país em meio à vegetação do cerrado, principalmente nos estados de Mato Grosso e Goiás.

O chá da planta vem sendo estudado por muitos especialistas há algum tempo e ganhou mais fama no meio científico depois que descobriu-se que nele estavam contidas substâncias que reduziam os efeitos colaterais da Ciclosporina, um remédio muito utilizado no combate a doenças auto-imunes e nos pacientes que foram submetidos a transplantes de órgão há pouco tempo.

Os benefícios para quem toma o chá

Medindo entre 1m e 1,5m de altura o Nó de Cachorro, de nome científico “Heteropteris aphrodisiaca”, ficou conhecido no Brasil (e fora dele) graças ao seu poder afrodisíaco e revigorante, mas não são apenas esses benefícios que podemos encontrar no chá. Propriedades medicinais que combatem as debilidades nervosas também são encontradas no Nó de Cachorro, que também é antioxidante, hipocolesterolêmico e vasodilatador.

Também é comum o uso de chá de Nó de Cachorro como auxiliar nos tratamentos de visão, de úlceras, reumatismo e para melhorar a memória.

Como fazer o chá?

  1. Em uma panela coloque um litro de água e duas colheres de sopa de raiz de Nó de Cachorro.
  2. Leve a panela ao fogo, espere começar a ferver e desligue depois de dez minutos.
  3. Mantenha a panela tampada e deixe a mistura “descansando” durante outros dez minutos.
  4. Coe e beba morno ou gelado.

Aconselha-se o consumo de duas a três xícaras de chá por dia, para que os efeitos do Nó de Cachorro sejam sentidos mais rapidamente.

Contraindicações

Como nada é perfeito, em contrapartida a enorme quantidade de benefícios que o Nó de Cachorro trás para o organismo, a contraindicação do chá também chama atenção. Caso seja tomado em excesso, o chá de Nó de Cachorro pode provocar danos ao sistema reprodutor, principalmente o masculino, chegando até a causar infertilidade, em alguns casos.