Chá de papiparoba – Benefícios e propriedades

Por Stefanie Mouret em Plantas

Originária da Mata Atlântica, a papiparoba pertente à família das Piperaceae e pode ser conhecida popularmente como cataié, santa maria, caapeba verdadeira, papiparobina, manjerioba ou malvarisco. Possui grandes folhas arredondadas, pequenas flores amareladas que se unem em espigas, e seu fruto é uma pequena baga com sementes comestível, sendo um dos alimentos preferidos das aves. De fácil adaptação aos meios, embora prefira solos úmidos, pode ser colhida em qualquer época do ano. Essa praticidade, juntamente com as propriedades medicinais benéficas que a papiparoba possui, a tornaram disseminada não apenas na Mata Atlântica, mas em todo solo brasileiro, principalmente na Bahia, Minas Gerais, Espírito Santo e São Paulo.

Papiparoba

Foto: Reprodução

Propriedades e benefícios

As principais propriedades da planta papiparoba no organismo são: antiofídica, antiespasmódica, anti-inflamatória, digestiva, diurética, hepática, tônica, sudorífera, vermífuga e laxante. Para poder se beneficiar dessas propriedades, o meio mais indicado é através de seu chá.

O consumo do chá de papiparoba é comumente indicado para os seguintes males: contusões, febre, machucados e feridas, furúnculos, reumatismo, tosse, queimaduras, inflamações em geral e problemas nos pulmões, ruins ou útero. Também é um grande auxiliar no tratamento de males digestivos e estomacais, como azias, má digestão, úlceras e gastrites.

A papiparoba é uma planta tão benéfica que acabou se tornando tema de pesquisas realizadas pela Faculdade de Ciências Farmacêuticas da USP, na Cidade Universitária de São Paulo. O estudo comprovou que a papiparoba contem um composto químico importante para proteger a pele dos efeitos prejudiciais de raios ultravioletas UVB. Ela evita a diminuição do colágeno e da elastina, além de proteger a pele tanto de efeitos imediatos quanto crônicos causados pela radiação solar. Ainda, descobriu-se que a substância 4-nerolidilcatecol, presente nas raízes da planta, são extremamente eficazes para retardar o envelhecimento, deixando a pele sempre bela e renovada.

Modo de preparo

Leve ao fogo meio litro de água filtrada, juntamente com duas colheres de chá das folhas da papiparoba. Deixe ferver por 10 minutos e então desligue. Mantenha a chaleira abafada por mais 10 minutos, e certifique-se então de que a temperatura do chá está adequada para consumo. Em caso positivo, coe, adoce a gosto e beba uma vez por dia.

Contraindicações e efeitos colaterais

A papiparoba não é considerada uma planta perigosa, mas é terminantemente contraindicada para gestantes, por possuir propriedades que podem causar a má formação do feto. Ainda, se consumida em doses exageradas pode causar efeito contrário, gerando desconforto.