Chá de pata de vaca – Benefícios e propriedades

Por Natália Petrin em Plantas

A planta medicinal conhecida como pata de vaca pode ser nomeada em outras regiões como mão de vaca, pata de boi ou ainda unha de boi. A árvore, de nacionalidade brasileira, possui um tronco espinhoso e flores grandes e exóticas que são, normalmente brancas, ou mais raramente avermelhadas.

De nome científico Bauhinia foticata, a planta é nativa do Sul do Brasil, também sendo encontrada no Paraguai, Argentina e Uruguai. Com até 6 metros de altura, suas folhas podem alcançar 15 cm de comprimento e 14 de largura, sendo que seu formato é arredondado.

Propriedades e benefícios

O chá feito com a planta pata de vaca, que pode ter suas folhas encontradas para venda em lojas de produtos naturais físicas e online, é muito usado no combate ao diabetes, atuando como diurético, redutor do colesterol, estimulante para o pâncreas produzir mais insulina e emagrecedor.

Seu consumo pode ser feito com o objetivo de tratar problemas do fígado, do intestino, do estômago e dos rins, além de tratar diarreias, insuficiência urinária, prisão de ventre, urina solta ou poliúria e atua impedindo o aparecimento de açúcar na urina.

Pode ser usada ainda no tratamento de cálculos na bexiga ou rins, hipertensão arterial, hemofilia, anemia, obesidade, doenças urinárias e do coração. Esses benefícios são possíveis graças às suas propriedades que incluem sua atuação como analgésico, vermífugo, depurativo, laxante, purgativo, cicatrizante e hipoglicêmico.

Chá de pata de vaca - Benefícios e propriedades

Foto: Reprodução

Como preparar?

Para preparar este chá use a proporção de duas folhas de pata de vaca para meia xícara de água. Em um recipiente coloque a água e leve ao fogo. Quando alcançar fervura, desligue e adicione as folhas, preferencialmente picadas – pois assim fica mais fácil a extração das substâncias benéficas presentes nas folhas –, tampe e deixe repousar por cerca de dez minutos. Consuma até três xícaras por dia.

O chá, feito em proporções maiores e uma quantidade maior das folhas, pode ser usada para o banho. Esse tratamento é eficaz no caso de ferimentos em pacientes com diabetes, pois estes possuem dificuldades na cicatrização. Para que este tratamento seja eficaz, deve ser repetido diariamente após a higienização da parte ferida que deve ficar de molho ou com compressa.

Contraindicações e precauções

O consumo do chá dessa planta é contraindicado para mulheres gestantes ou em fase de amamentação, pacientes com crises de hiperglicemia e com doenças crônicas. É importante que, antes de fazer o consumo deste chá, principalmente se o paciente for diabético, seja feita uma consulta ao médico, pois ela pode atuar aumentando o efeito dos medicamentos para tratamento do diabetes. Essa planta nunca deve ser usada como substituta do tratamento indicado por seu médico, mas sim como um complemento.