Chá preto pode reduzir estresse no ser humano

Por Katharyne Bezerra em Saúde

Problemas no trabalho, prazos cada vez menores, contas para pagar, competitividade acirrada e o dia que parece não ter horas suficientes para tantas demandas. Esse cenário é realidade na vida de muitos brasileiros e são as justificativas para os dados lançados pela International Stress Management Association (Isma), a qual afirma que o Brasil é o segundo país com maior nível de estresse no mundo, perdendo apenas para o Japão.

De acordo com o órgão, 70% de todos os adultos brasileiros, que são ativos economicamente, sofrem com o que o já virou o mal do século XXI: o estresse. Mas o que fazer para diminuir os níveis de inquietação e esgotamento físico e mental causado por esse problema? Foi procurando respostas para essa pergunta que os pesquisadores da University College London descobriram a ação benéfica que o chá preto traz para pessoas nesta situação. Para eles, o consumo regular dessa bebida ajuda a reduzir no sangue as taxas de cortisol, hormônio ligado ao estresse.

Estudo sobre o chá preto contra o estresse

Segundo o pesquisador Andrew Steptoe, um dos responsáveis pelo estudo elaborado pela universidade de Londres, ainda não é possível saber quais são as propriedades do chá preto que promovem essa redução do estresse nos seus consumidores, haja vista que a bebida é “muito complexa”. Entretanto, através do teste, foi possível constatar esta ação benéfica.

Chá preto pode reduzir estresse no ser humano

Foto: Free Images

O estudo, feito com 75 homens jovens, foi publicado no psychopharmacology e esquematizado da seguinte forma: o grupo foi dividido em dois e ambos fizeram uso de bebidas produzidas pelos pesquisadores. Os voluntários foram observados durante seis semanas, e, nesse período, não podiam fazer uso de nenhuma outra bebida que tivesse cafeína.

Uma das equipes ingeria diariamente uma bebida cafeinada com sabor de fruta e que tinha as propriedades presentes no chá preto. Enquanto isso, o outro grupo recebeu um placebo cafeinado com sabor idêntico, mas sem conter as substâncias do ingrediente principal. Além disso, tanto a bebida de um quanto a do outro tinham cores, sabores e cheiros semelhantes, para não correr o risco desses fatores influenciarem na conclusão do estudo.

Após a ingestão das bebidas pelos grupos, os voluntário eram colocados em três situações de estresse, eram elas: ameaça de desemprego, acusação de furto em loja ou um incidente em um asilo de idosos. Para cada circunstância, o participante teria que criar uma resposta verbal para um câmera. Essas simulações elevaram a pressão sanguínea, o nível de plaquetas e de cortisol, o que, consequentemente, elevou grau de estresse.

Resultado dos testes realizados pela pesquisa

A surpresa veio logo após uma hora das tarefas estressantes. O grupo que ingeriu a bebida que continha as propriedades do chá preto teve as taxas de cortisol diminuídas em 47%. Já as pessoas da equipe que beberam o líquido sem as substâncias do chá, abaixaram o nível em apenas 27%. Além disso, o primeiro grupo relatou sentir mais relaxamento após a situação de tensão.