Chás para ajudar nas contrações do parto normal

Por Robson Merieverton em Cultura, Degustação, Plantas, Saúde

No período da gravidez, as mulheres orientadas a evitar alguns tipos de chá em decorrência da reação que as substâncias podem provocar.

Essas reações podem prejudicar o andamento da gravidez ou ainda o desenvolvimento do feto. Porém, se orientado pelo médico ou obstetra, os chás podem fazer bem ou ajudar em processos, como o aumento das contrações no útero.

Esse benefício pode auxiliar a mulher no fim da gravidez, facilitando no nascimento do bebê, para aquelas mães que optaram pelo parto normal.

Porém, como já foi citado anteriormente, o médico deve estar por dentro de tudo, inclusive o uso das ervas deve ser receitado por ele.

Conheça as ervas que provocam contrações

De acordo com a sabedoria popular e a comprovação científica, algumas ervas, raízes e cascas podem auxiliar no desencadeamento de contrações musculares. Entre as mais usadas estão: Canela, carqueja, camomila e cravo-da-índia. O uso desses ingredientes deve ser na forma de chá.

Saiba quais as substâncias de cada um desses ingredientes que ajuda no processo:

Chá de canela

chas-para-ajudar-nas-contracoes-do-parto-normal-canela

Foto: Pixabay

Usada amplamente na formulação de alguns medicamentos para tratar de diversos males, a canela, mais precisamente quando usada na forma de chá, estimula a musculatura do útero da mulher, resultando no aparecimento de contrações. Isso só acontece porque o ingrediente natural preserva os seus princípios ativos.

Para preparar o chá, basta colocar 200 ml de água para ferver e acrescentar o equivalente a 1 grama de casca de canela, ou três colheres de chá. Desligue o fogo e deixa a mistura descansar por cerca de 10 minutos. Depois, basta coar e a bebida está pronta para ser ingerida.

Chá de carqueja

chas-para-ajudar-nas-contracoes-do-parto-normal-carqueja

Foto: Pixabay

Contraindicado durante toda a gravidez, o chá de carqueja pode trazer sérias consequências para a mulher durante o período. Ele estimula contrações uterinas que podem, inclusive, levar ao aborto. Porém, no caso em questão, cuja finalidade é impulsionar as contrações na proximidade do nascimento, ele é sim indicado.

Mas, antes de usá-lo, sua indicação deve estar restrita ao médico. Para prepará-lo, basta ferver meio litro de água. Em outro recipiente, coloque duas colheres de sopa da planta e a água quente. Abafe o chá por alguns minutos. Para ingerir, espere que esfrie um pouco.

Chá de camomila

chas-para-ajudar-nas-contracoes-do-parto-normal-camomila

Foto: Pixabay

A camomila é usada por muitas pessoas por meio do efeito calmante. Além do mais, a erva também contribui para limpar o organismo e combater infecções diversas.

Entre as mulheres gestantes, a camomila aumenta os níveis de glicina. Esse aminoácido alivia espasmos nos músculos do corpo, o que provoca o relaxamento do útero.

É bom que o uso dessa erva fique estreitamente restrito ao período que antecede o parto. Pois, entre as gestantes, ela pode provocar mal-estar.

A infusão deve ser preparada da seguinte forma: ferva meio litro de água e acrescente uma xícara de flores de camomila seca. Desligue o fogo, tampe e deixe esfriar por cerca de 10 minutos. Depois, basta coar.

Chá de cravo-da-índia

chas-para-ajudar-nas-contracoes-do-parto-normal-cravo

Foto: Pixabay

As contrações uterinas causadas pelo cravo-da-índia são bastante intensas. Isso vem do princípio ativo da planta, que é responsável por estimular o sistema digestivo combater doenças bacterianas e aliviar dores e inflamações. Por isso que ele é contraindicado durante toda a gravidez.

Com a proximidade do trabalho de parto, o chá é indicado. Para prepará-lo, basta colocar para ferver um litro de água e acrescentar os cravos. Deixe ferver por 10 minutos. Depois de desligar o fogo, espere alguns minutos até a bebida esfriar. Na sequência, basta coar e ingerir.