Chás para esofagite

Por Lia Vieira em Doenças

Esofagite é uma inflamação que ocorre no esôfago, que fica localizado entre a garganta e o estômago. A esofagite causa muito desconforto, porém felizmente este problema possui solução. É  possível tratar a esofagite com chás que diminuam a acidez estomacal além de garantir algumas pequenas mudanças na alimentação do indivíduo.

Sintomas de esofagite

Os sintomas de esofagite são semelhantes aos de refluxo gastroesofágico, porém de uma forma mais intensa. Também encontramos sintomas como:

  • Azia
  • Sensação de queimação (inicia-se na altura do estômago e pode atingir a garganta)
  • Algumas pessoas também relatam dores no peito
Chás para esofagite

Foto: Reprodução

Durante o período de esofagite evite comer:

  • Refrigerantes;
  • Bebidas alcoólicas;
  • Pimenta;
  • Carnes gordurosas;
  • Frituras;
  • Leite;
  • Laranja;
  • Café;
  • Doces industrializados.

Chá de alface

O chá de folha de alface é ideal para pessoas com problemas de esofagite, é rico em enzimas que ajudam a amenizar eventuais inflamações no esôfago. Possui efeito calmante, diminuindo os sintomas de dor. Para prepará-lo, você precisará de:

– 30 gramas de folhas de alface;

– 500 ml de água.

Deixe as folhas ferverem na água em uma panela por cerca de dez minutos. Beba o chá em temperatura morna, no mínimo de 3 A 4 xicaras por dia, até que o incomodo seja solucionado.

Chá de batata

– Uma batata grande crua;

– Uma xicara de água.

Esprema a batata crua (pode ser em um ralador), em seguida pegue o seu suco e jogue em uma xicara. Ferva a água e espere esfriar. Com a água morna misture ao suco cru da batata e P beba em jejum todos os dias pela manhã.

A batata crua irá proporcionar efeito quase que “milagroso” aliviando as dores da esofagite e, em cerca de uma semana, os sintomas de dor já terão desaparecido.

Suco de melão

Bata no liquidificador a poupa do melão e beba em temperatura ambiente até dois sucos por dia. O melão ajuda na amenização de incômodos provocados por esofagite.

Outras recomendações

  • Não deite após as refeições;
  • Alimente-se mais vezes, porém em menor quantidade, diminuindo o intervalo entre as refeições;
  • Procure manter o peso no nível ideal para a sua altura e idade;
  • Pratique atividade física regularmente;
  • Não fume cigarro;
  • Evite usar roupas apertadas (pois elas ajudam a aumentar a pressão intra-abdominal).