Chás para tratar a artrite

Por Natália Petrin em Doenças

Doença crônica e sistêmica, a artrite manifesta-se em várias partes do corpo e tem como característica as alterações inflamatórias nas juntas e estruturas relacionadas. Estima-se que no Brasil cerca de 1% da população tenha a doença que é mais comum em mulheres do que em homens.

Chás para tratar a artrite

Foto: Reprodução

Sintomas e orientações médicas

Os sintomas mais comuns da artrite reumatóide são:

  • Dor;
  • Fadiga;
  • Febre baixa;
  • Fraqueza e rigidez;
  • Dores nas juntas.

As dores nas juntas normalmente são fortes e com inflamações crescentes que iniciam-se nas juntas pequenas e afetam progressivamente todas as juntas do corpo.

As orientações médicas relacionadas à dieta para quem é portador da doença são:

  • Consumir pouca gordura e poucas calorias;
  • Excluir a maioria das fontes animais como carnes e laticínios;
  • Aumentar o consumo de peixe – seu óleo é benéfico;
  • Eliminar da dieta o açúcar refinado, farinha refinada de trigo, sal, temperos fortes, álcool, chá preto e café.

Essas orientações são passadas, pois foram realizados estudos que demonstraram que esse tipo de dieta pode aliviar os sintomas. Além disso, é importante que consumam alimentos com vitaminas C, E, K, boro, cobre, selênio, zinco, bromelina e ácido graxo ômega 3.

Chás para o tratamento da artrite

Alguns chás podem ter efeitos positivos no tratamento de artrite. Confira abaixo alguns deles.

Chá de garra do diabo

Conhecida popularmente como unha de gato, o chá da erva é muito eficaz no controle das dores de artrite, artrose e reumatismo. Para prepará-lo, use a proporção de 5 colheres de sopa de tubérculos picados ou fatiados para cada meio litro de água. Em um recipiente, leve a água ao fogo e espere ferver. Desligue e adicione a garra do diabo e tampe, deixando amornar. Coe e consuma duas ou três vezes ao dia.

Chá de bardana, cavalinha e erva-doce

Com propriedades anti-inflamatórias e cicatrizantes, juntas, a cavalinha, a erva-doce e a bardana têm seus efeitos potencializados. Para prepará-lo, use a proporção de 1 colher de sopa das raízes de bardana, 2 colheres de sopa de erva-doce e 2 colheres de sopa de cavalinha para cada 3 xícaras de água. Em uma panela, leve a água com a bardana e a erva-doce ao fogo e aguarde até ferver. Ao alcançar fervura, aguarde alguns minutos, apague o fogo e adicione a cavalinha. Tampe e deixe esfriar, coando e consumindo em seguida. Tome sempre meia hora antes do almoço e do jantar.

Chá de cúrcuma

Rico em antioxidantes, o chá ajuda a diminuir a dor e a inflamação causadas pela artrite, além de aumentar a imunidade. Use a proporção de 1 colher de sopa para cada xícara de água. Ferva a água e coloque a cúrcuma em uma xícara, jogando a água fervente em cima. Deixe em repouso por 10 minutos, coando e consumindo logo em seguida. Tome no máximo 4 xícaras por dia.

Chá de alcaçuz

Com ação semelhante à cortisona, o chá de alcaçuz é eficaz no combate à artrite e, além disso, tem ação anti-inflamatória e calmante. Para preparar, use a proporção de 2 colheres de sopa das folhas de alcaçuz para cada litro de água. Leve todos os ingredientes ao fogo em uma panela e, ao alcançar fervura, deixe ferver por 5 minutos. Tampe e deixe esfriar. Coe e consuma em seguida, no máximo 3 xícaras ao dia.