Chimarrão pode estimular o câncer de esôfago

Por Katharyne Bezerra em Plantas

A Agência Internacional para Pesquisa em Câncer, um dos órgãos ligados a Organização Mundial da Saúde (OMS), reuniu 23 pesquisadores de diferentes países do mundo para avaliar os efeitos provocados pelas bebidas quentes, como o café, chá e chimarrão.

Os especialistas chegaram a conclusão de que bebidas a cima de 65 °C aumentam a probabilidade de câncer do esôfago. Para se ter uma ideia, no Rio Grande do Sul, onde o consumo de chimarrão é tido como hábito, a incidência desta doença é de 2,5 vezes a 5 vezes maior que no restante do país.

Chá quente e chimarrão podem estimular o câncer de esôfago

Foto: depositphotos

O problema, contudo, não está na erva, mas sim na temperatura que as bebidas são servidas.“A água quente do chimarrão queima a mucosa do esôfago, e isso facilita a entrada de substâncias cancerígenas recebidas pela alimentação”, afirma o pesquisador Ricardo Gurski, chefe de cirurgia do Hospital de Clínicas de Porto Alegre, em entrevista à Agência Brasil.

O que dizem os especialistas?

Engana-se quem acha que apenas o chimarrão causa este risco à saúde, isto porque todos os chás servidos à altas temperaturas aumentam as possibilidades de câncer no esôfago.

Ainda segundo Gurski, que também é professor na Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), o indicado não é parar o consumo, mas ter cuidado com outros aspectos. “A questão não é o fato de beber água quente, em si, mas o quanto a pessoa se expõe ao volume e à temperatura elevada da água e a periodicidade com que isso acontece”, explica.

Da mesma maneira aconselha um dos dois pesquisadores brasileiros que participaram dos estudos da OMS, o Luis Felipe Ribeiro Pinto. “A erva-mate fria não tem nenhum problema de ser consumida, porém, quente como chimarrão ou qualquer bebida, acima de 65 ºC, ela foi classificada como provavelmente cancerígena para o câncer de esôfago”, alerta.

Dica para consumir chás e chimarrão de forma segura

Não é necessário eliminar o hábito de tomar chimarrão ou abandonar a ingestão de outros chás quentes. O que é preciso é ter cautela com relação à temperatura destas bebidas.

Sendo assim, o professor Ricardo Gurski dá uma dica para saber se o líquido pode ser ou não consumido. “Antes de beber, se a pessoa tentar deixar o dedo na água por até 30 segundos e não suportar o calor, é porque o líquido não está na temperatura adequada. Nesse caso, o chimarrão certamente vai queimar o esôfago”, indica.

O câncer de esôfago é difícil de ser diagnóstico precocemente e por isso se torna difícil de ser tratado. É indicado a periodicidade anual da realização dos exames clínicos, como endoscopia, principalmente após os 40 anos.