Cipó São João – Conheça os poderes do seu chá

Por Nayla Georgia em Plantas

Nativa da América do Sul, a planta Pyrostegia venusta acabou chegando ao Brasil espontaneamente e é cultivada desde os campos Nordestinos aos de São Paulo. Essa planta é popularmente chamada de Cipó São João, Cipó Vermelho ou Flor de São João, tais nomes são devidos ao seu uso nas festas juninas. É uma trepadeira bonita, grande e forte que pode chegar a ter de dois a quatro metros de comprimento. Há tempos se vem estudando as propriedades medicinais do Cipó São João e foram descobertas duas: é antidiarreico e tônico. Indicando que é um bom remédio natural para tratar problemas tópicos e para as crises de diarreia.

Cipó São João - Conheça os poderes do seu chá

Foto: Reprodução

Decoração junina com o Cipó São João

Essa planta trepadeira é muito utilizada para fazer a ornamentação das festas de São João. Ela é escolha para decoração, pois suas folhas têm cores bastante chamativas que lembram labaredas da fogueira da festa junina.

Quais são as principais indicações?

  • O chá dessa planta é indicado para casos de diarreia;
  • Para uso tópico, caso indicado pelo médico, as flores do Cipó São João podem ajudar no tratamento de vitiligo, leucoderma e demais manchas brancas no corpo;
  • É também indicado para casos fraquezas no corpo.

Receita do chá de Cipó São João

Coloque um litro de água para ferver e ponha três colheres de sopa da erva do cipó São João para que ferva. Assim que levantar fervura, deixe cozinhando por alguns segundos e desligue o fogo. Tampe a panela e deixe a bebida descansando por dez minutos. Coe o conteúdo e beba de duas a três xícaras ao dia.

Muito cuidado!

Em geral, é sempre bom ter muita atenção ao decidir fazer o uso de medicamentos naturais. No entanto, o cuidado deve ser redobrado quando a planta escolhida for o Cipó São João, pois há casos de envenenamento de animais (bovinos) após a sua ingestão. A toxidade da planta é, provavelmente, dada em função do glicosídeo pirostegina contido em sua composição química. Para não correr altos riscos, procure um médico especializado em tratamentos naturais e pergunte sobre a possibilidade de fazer uso dessa planta para tratar o problema que lhe aflige. Ele deverá analisar o problema e indicar a dosagem certa para você.