Consumir chá de camomila em excesso faz mal para a saúde?

Por Robson Merieverton em Plantas, Saúde

Quando se trata de alguma substância natural, dificilmente, as pessoas pensam nas contraindicações, ou então no uso em excesso. É bom começar a mudar essa prática, pois consumir algumas substâncias, mesmo sendo naturais, pode trazer sérias complicações para a saúde, sim. A camomila, por exemplo, entre suas propriedades medicinais está a de poder ser usada como calmante ou para problemas digestivos. Mas, se consumida em excesso, pode trazer complicações.

A forma mais comum de consumo da planta é na forma de chá. A camomila é uma boa sugestão para tratamentos caseiros, já que, entre seus compostos estão os fenólicos, que combatem o envelhecimento celular e aumentam a atividade do sistema imunológico; glicina, que auxilia na produção de colágeno; tanino, que funciona como um cicatrizante natural e ácido antêmico, uma substância oleosa de tonalidade escura que vêm sendo utilizado no tratamento de má circulação, inflamações gengivais e dores de dente.

Existem várias outras formas de consumo e utilização da camomila: Ela pode ser usada como sedativo, protetor térmico da pele, combater dores musculares, má digestão, diarreia, stress, conjuntivite (não deve ser aplicado diretamente aos olhos, e sim, uma compressa do mesmo), insônia (é comum a venda de travesseiros e máscaras para dormir com essência de camomila) e inflamações urinárias e gripes.

As mulheres também usam para aliviar sintomas de cólicas menstruais, tais como enjoos, vômitos e dores de cabeça. Em se tratando das mamães, o chá de camomila é um excelente aliado na fase de nascimento dos dentes, no controle das emoções das crianças, em especial as hiperativas, além de ser um excelente calmante natural.

Consumir chá de camomila em excesso faz mal a saúde?

Foto: Depositphotos

Quanto as contra-indicações, a camomila não é recomendada para pessoas com rinite alérgica, pacientes que utilizam medicamentos para tratamento de trombose e mulheres gentantes.

O uso da camomila em excesso

Geralmente, recomenda-se que o chá, incluindo o de camomila, seja consumido de três a quatro xícaras por dia. Mais que isso, ele pode trazer complicações à saúde. O chá de camomila possui princípio ativo para tratamento de alguns sintomas de doenças desencadeadas pelo corpo humano. Se consumido em quantidade errada, pode provocar o aparecimento de náuseas, excitação nervosa e insônia.

É sempre bom, antes de tomar qualquer medicamento, inclusive os naturais, consultar o médico. Ele pode orientar sobre a melhor forma de consumi-lo.

Sobre a camomila

A camomila é uma planta popular na casa das famílias brasileiras. O cultivo da planta se dá com maior ênfase na América do Norte, colhida uma vez por ano. A flor da camomila é semelhante a margarida, sendo em proporções menores. A colheita deve ser feita antes do total amadurecimento, para que as suas propriedades sejam mantidas.