Controle dores e cólicas com chá de alfavaca do campo

Por Katharyne Bezerra em Plantas, Saúde

Encontrada no Brasil, principalmente no Nordeste, Sul e Sudeste do país, a alfavaca do campo também é chamada de alfavaca-de-vaqueiro, anis, erva-das-mulheres, manjericão etc.

Pertencente a família das Lamiaceae, esta planta possui componentes capazes de combater diversas doenças que acometem o organismo humano.

Propriedades e benefícios desta planta

controle-dores-e-colicas-com-cha-de-alfavaca-do-campo

Foto: reprodução/site Gunfaremim

  • Analgésica;
  • Antiemética;
  • Antiespasmódica;
  • Antitussígena;
  • Calmante;
  • Carminativa;
  • Diaforética;
  • Digestiva;
  • Diurética;
  • Emenagoga;
  • Fortificante;
  • Hipocolesteroremiante.

Diante de tantas propriedades medicinais, a alfavaca do campo age no organismo no combate as inflamações no geral e nas afecções que afetam o coração. Também reage positivamente ao que se refere ao controle de dores causadas pelas cólicas menstruais e prisões de ventre. Combate ainda gripes, febres, tosses, dores de cabeça e na garganta.

Além disso, é um ótimo remédio natural para quem está com problemas urinários, nos rins e nos ossos. Isto tudo sem contar na ação benéfica que este produto tem sobre problemas psicológicos, como o desânimo e o nervosismo.

Modos de usar o chá de alfavaca do campo

As folhas secas desta planta podem ser utilizadas no preparo de dois tipos de chá, um para adicionar ao banho e outro para ingerir no dia a dia.

No primeiro caso, é necessário utilizar um quilo das ervas em cinco litros de água. Deixar a mistura ferver e quando estiver em processo de ebulição, desligar fogo. Depois, basta deixar o chá tampado e reservado por 10 minutos. Após o tempo determinado, a infusão estará completamente pronta para ser utilizada nos banhos.

Já se a intenção é consumir as xícaras de chá durante o dia e assim alcançar um tratamento interno, é necessário adicionar três gramas das folhas secas em uma xícara de água fervente. Em seguida, tampa-se o recipiente e deixa que a erva fique em infusão por aproximadamente 10 minutos. Sem acrescentar açúcar, mel ou qualquer outro tipo de adoçante, a bebida deve ser ingerida. A dica é consumir ainda morno e, pelo menos, três vezes ao dia.

Recomendações e cuidados

Sempre que o organismo reagir de forma adversa, a melhor solução é procurar ajuda médica. Caso seja um tipo de problema de saúde que é possível ser solucionado com o tratamento a base de alfavaca do campo, é importante consultar o profissional com relação a este uso.

Além disso, o consumo diário deve ser respeitado, pois mesmo não sendo tóxica, a erva pode causar algum desajuste no organismo.