Erros comuns relacionados aos chás que fazem perder ação emagrecedora

Por Débora Silva em Emagrecimento

O chá é uma das bebidas mais consumidas no mundo, ficando atrás apenas da água, e oferece diversos nutrientes e substâncias antioxidantes que protegem o organismo do envelhecimento precoce, de diversas doenças e ainda auxilia o organismo no processo de emagrecimento.

Muitas pessoas preparam um chazinho com o objetivo de utilizá-lo como um remédio natural para determinada condição de saúde, para dormir melhor à noite, para emagrecer ou somente para saborear uma bebida quente em um dia mais frio. No entanto, existem algumas regras que devem ser seguidas durante o preparo para que os benefícios das ervas sejam aproveitados.

Erros ao consumir chás que reduzem as chances de emagrecer

erros-comuns-relacionados-aos-chas-que-fazem-perder-acao-emagrecedora

Confira a seguir quais são os erros mais comuns na hora de preparar os chás e que fazem perder a ação emagrecedora da erva:

Esquentar a água no micro-ondas

Ao esquentar a água no micro-ondas, não poderemos controlar a temperatura da água e este fator é determinante no resultado final da bebida.

Usar chá de saquinho

Os chás de saquinho não possuem a mesma potência do que aqueles preparados com folhas ou flores da planta. Para as ervas simples, à base de folhas ou flores, o mais indicado é o método da infusão. Para isso, basta esquentar a água (desligar o fogo antes de começar a ferver) e adicionar as ervas. Tampe o recipiente e deixe descansando pelo período de 5 minutos antes de consumir.

Usar água muito quente

A água utilizada no preparo do chá não deve ferver para não eliminar as propriedades da erva e nem mudar o seu sabor. O fogo deve ser desligado assim que as primeiras bolinhas começarem a surgir, antes de borbulhar.

Preparar chá muito forte

Exagerar na dose e preparar o chá muito forte pode causar problemas: o chá de hibisco, por exemplo, pode causar dor de estômago em algumas pessoas. A dica é usar uma ou duas colheres de chá da erva escolhida para cada xícara de água.

Consumir em excesso

Se consumidas em excesso, as ervas também podem causar problemas, como enxaquecas ou hipertensão. Para saber a quantidade certa, é necessário consultar um especialista.

Não cozinhar as ervas mais duras

Se o chá for à base de raízes, ou qualquer tipo de “erva” mais dura”, é necessário cozinhar. A canela, por exemplo, precisa ficar em água fervente durante 15 minutos para que ela libere o sabor, além de mais 10 minutos fora do fogo, descansando. Este método é denominado decocção.