Infecção urinária: muito chá pode causar o problema

Por Katharyne Bezerra em Doenças, Plantas, Saúde

Ardência para urinar, dor pélvica e presença de urina escura ou acompanhada de sangue. Estes são alguns dos principais sintomas desencadeados pela Infecção do Trato Urinário (ITU).

Mais conhecida, simplesmente, por infecção urinária, esta doença pode atingir diversos órgãos do sistema urinário, como os rins, uretra ou ureteres. Todavia, o tipo mais comum deste problema acomete à bexiga, por se tratar do aparelho mais próximo da entrada de bactérias pela uretra.

A infecção ocorre devido à alguma falha do sistema imunológico ao tentar eliminar um corpo considerado estranho no organismo.

Infecção urinária: muito chá pode causar o problema

Foto: depositphotos

Por causa desta disfunção, o sistema urinário também não consegue expelir as substâncias nocivas, proporcionando um caminho livre para as bactérias se multiplicarem e, consequentemente, gerarem os sintomas conhecidos desta infecção. Vale ressaltar que este defeito momentâneo dos sistemas pode surgir através da ingestão excessiva de determinados chás.

Atuação dos chás no organismo

Inúmeras pesquisas mostram como as ervas podem ajudar o ser humano à promover maior saúde e qualidade de vida. Mesmo tratando-se de elementos naturais, é preciso cuidado com relação a quantidade ingerida diariamente, tendo em vista que algumas substâncias podem causar prejuízos ao organismo se consumidas em excesso.

Este é o caso, por exemplo, da cafeína, que em altas quantidades pode contribuir para o surgimento de infecções na bexiga.

Chás como o preto, verde, oolong e o branco são bebidas ricas em cafeína, por esta razão atuam como antioxidantes do organismo. De certa forma esta propriedade é benéfica para o corpo, pois combate a ação nociva dos radicais livres. Por outro lado, se ingerida em excesso pode causar irritação no trato urinário e, consequentemente, criar inflamações nessa região.

Como a cafeína, em altas doses, provoca irritação na bexiga, o sistema imunológico ataca o próprio órgão a fim de tentar eliminar a inflamação. Nesta perspectiva, as bactérias aproveitam a situação para se multiplicarem de forma ilesa, promovendo assim a infecção na bexiga.

Em outras palavras, é como se o corpo não conseguisse reconhecer os dois problemas e, focando apenas em um deles, abre espaço para a proliferação do outro.

Outras consequências provocadas pelo uso descontrolado de bebidas com cafeína são: a ação diurética e a desidratação. No primeiro caso, há um aumento da frequência urinária, provocando ainda mais irritação na bexiga, uma vez que ocorrem várias limpezas e passagem de urinas com um elevado teor de concentração. Já com relação à desidratação, esta ocorre como consequência do efeito diurético e também contribui com a inflamação.

Devo parar de ingerir os chás?

Isto não quer dizer, porém, que estes chás ou outras bebidas que possuem cafeína em suas composições, precisam ser eliminados da dieta do paciente. Apenas é necessário atenção ao consumo, evitando a alta ingestão destes componentes. Assim, o indivíduo consegue cuidar da saúde e ainda aproveitar os benefícios e propriedades destes líquidos.