Mulheres grávidas podem tomar chás?

Por Katharyne Bezerra em Saúde

As pessoas acreditam que só porque algo é natural não poderá causar algum prejuízo à saúde. Porém, isso é um grande equivoco. Na verdade, existem venenos que são feitos com o uso de algumas plantas, por isso o consumo deve ser feito com muita atenção. Em casos de mulheres grávidas então, o cuidado deve ser redobrado para evitar que chás impróprios possam causar problemas a elas e a seus bebês.

Vale salientar, que todas as comidas e bebidas que as grávidas consomem são levadas para seus bebês. Sendo assim nem tudo é convencional, principalmente alguns chás que podem desencadear efeitos nocivos à saúde de ambos. Entretanto, outra ervas podem trazer conforto para as futuras mamães, basta saber usá-las.

Chás proibidos na gestação

Há ervas que podem causar dores, inquietação no bebê e até mesmo provocar o aborto. Tendo em vista tais riscos, é importante que a grávida tome algumas precauções e caso haja alguma dúvida o médico especialista deverá ser consultado. Por exemplo, chá de erva-de-bicho, rosa, a buchinha do norte e confrei, devem ser evitados. Bem como, as bebidas que aceleram o metabolismo, atrapalham o sono e agitam a criança ainda no útero, como os chás verde, branco, mate e o preto.

Mulheres grávidas podem tomar chás?

Foto: Pixabay

Ervas como macaé, sálvia, angélica e artemísia não são aconselhadas para as gestantes, isso porque são fortes e podem influenciar na atuação do útero. Além disso, chá de canela, boldo, espirradeira, melão-de-são-caetano e o de arruda podem levar a complicações sérias na gravidez. Bebidas abortivas não podem ter seus nomes revelados, para evitar o uso indevido.

Bebidas saudáveis para grávidas

Apesar disso, algumas bebidas podem ser eficazes para as futuras mamães que adoram um chazinho durante o dia ou antes de dormir. O melhor é que não fazem mal e ainda podem auxiliar em algum problema de saúde. Os chás permitidos são: erva-doce, de gengibre, funcho, folha de laranjeira, de frutas no geral, camomila e capim-limão.

Estas bebidas citadas são eficazes no tratamento de problemas digestivos e também têm atuação como calmante. Contudo, é importante que a mulher mantenha contato com o seu médico especialista. Às vezes, o que faz bem para uma gestante, não faz para outra, tendo em vista que os chás reagem de formas diferentes quando são usados por organismos diferentes.