Oolong: quais os perigosos desse chá japonês

Por Katharyne Bezerra em Degustação, Emagrecimento, Plantas

Também chamado de Wu long, o chá oolong é um velho conhecido das culturas japonesas e chinesas. Esta bebida é derivada da Camellia Sinensis, espécie de planta que deu origem ao chá verde.

Devido a difusão de suas propriedades acontecendo por todo o mundo, hoje é bastante conhecida entre os indivíduos que desejam perder peso utilizando-se de produtos naturais.

Este benefício à dieta se dá através da cafeína que existe no chá, isto porque ela acelera o metabolismo e, consequentemente, promove à queima de gordura. Além deste efeito benéfico, o oolong também exerce outros papéis quando consumido.

Oolong: quais os perigosos desse chá japonês

Foto: reprodução/site wikipedia

Mesmo tratando-se de um produto natural é necessário ter atenção com relação ao consumo, tendo em vista que a bebida pode ser bastante prejudicial à saúde. Ficar atento à estas questões é evitar maiores problemas.

Riscos quanto ao consumo incorreto do chá

Vale ressaltar que a cafeína, da mesma maneira que ajuda a emagrecer, também promove um risco para quem possui alguma sensibilidade à esta substância. Principalmente, quando o consumidor ainda não está acostumado com este tipo de elemento.

Desta forma, é imprescindível ficar atento aos sinais de intolerância à cafeína, como palpitações, náuseas, inquietude etc., para suspender a utilização do oolong.

Além disso, este chá não é indicado para quem faz uso de outras medicações. Tendo em vista que a combinação de certas substâncias pode resultar em efeitos colaterais negativos para o organismo do consumidor. Ainda faz-se importante mencionar que oolong exerce um papel de inibidor de apetite.

Com isso, o indivíduo não come e perde a oportunidade de obter nutrientes para o corpo através da alimentação correta, consequentemente, o organismo fica deficiente de nutrição.

De acordo com o Instituto Nacional de Saúde dos Estados Unidos, o consumo deste chá provoca deficiência de tiamina no organismo. Esta substância, mais conhecida como vitamina B1, é importante para o organismo, sem ela o corpo pode desenvolver uma doença chamada beribéri.

Contraindicações e cuidados

O uso do chá de oolong não pode ser usado por grávidas, lactantes ou crianças, isso pelo fato da presença de cafeína na bebida. Também por esta mesma razão, a utilização da bebida por hipertensos, pessoas ansiosas e diabéticos, deve ser evitada.

No caso de pacientes com frequentes casos de diarreia, glaucoma e problemas nos rins o chá não pode fazer parte da dieta.

Além disso, ainda merecem atenção os casos de osteoporose e anemia. Isto porque, se ultrapassar determinadas quantidades o quadro clínico dos pacientes pode piorar.

Por esta razão, pacientes com problemas nos ossos não devem ultrapassar a quantidade de três xícaras por dia, enquanto que os indivíduos com problemas de absorção de ferro devem ingerir a bebida longe do período das refeições principais.

Contudo, vale ressaltar que o consumo de cinco ou mais xícaras por dia é prejudicial à qualquer pessoa, seja ela saudável ou não. Assim, independente do problema apresentado, à busca por auxílio médico é essencial.