Os chás pretos mais famosos da China

Por Natália Petrin em Cultura

No ocidente, mais de 90% dos chás vendidos estão entre as quatro variedades de chá da planta camellia sinensis: o chá preto, chá verde, chá branco e chá oolong. desses, o chá preto é o que mantém o seu sabor por muito mais tempo, e tem um aroma mais intenso de cafeína.

Atualmente, os maiores produtores mundiais de chá preto são a Índia, Sri Lanka e China e, durante o processo de produção, após serem colhidas, as folhas são deixadas em prateleiras com ar soprando para remover 1/3 da umidade, aproximadamente, deixando-as flexíveis. Depois disso, são enroladas para que quebrem as paredes celulares liberando açúcares para a fermentação.

Para que a fermentação seja possível, é necessário manter as folhas em um ambiente muito úmido, que irá transformar as folhas desenvolvendo o sabor do chá preto. Depois disso, elas são secas e então comercializadas por todo o mundo.

Os chás pretos mais famosos da China

Foto: Pixabay

Quais são os benefícios

Os três chás preto mais conhecidos da China são o Yunnan, advindo da província de mesmo nome e é perfeita para beber com leite; Keemun, produzida na Zona de Qimen, na província de Anhwei, bastante popular na Inglaterra; e, por fim, a variedade mais conhecida, Lapsang Souchong, oriunda do Norte. Todas essas variações carregam inúmeros benefícios à saúde. Confira abaixo o:

Saúde cardiovascular

Os quatro tipos de chá preto são antioxidantes, ajudando a impedir a oxidação do colesterol LDL, prevenindo ainda danos na corrente sanguínea e na parede das artérias, diminuindo, consequentemente, os riscos de doenças cardíacas. Por ser rico em flavonoides, o chá preto ajuda ainda a melhorar a vasodilatação coronária, reduzindo a formação de coágulos.

Prevenção do câncer

Por ser rico em polifenóis, o chá preto ajuda a prevenir a formação de potenciais agentes cancerígenos no corpo, principalmente no câncer de ovário, pulmão, próstata, colo-retal e de bexiga. Pode ajudar ainda, segundo estudos, a prevenir o câncer no estômago e de mama devido a ação do composto TF-2, que faz com que as células cancerígenas entrem em apoptose, que é a morte celular programada.

Cérebro e sistema nervoso

Os valores de cafeína presentes no chá preto são baixos, mas isso é suficiente para promover o fluxo de sangue no cérebro sem estimular de forma excessiva o coração, ajudando a melhorar o foco e a concentração. L-teanina, um aminoácido presente no chá preto, ajuda ainda a promover o relaxamento, pois reduz os níveis de cortisol, que é o hormônio do estresse.

Energia

O chá ajuda ainda a estimular o corpo devido à presença de cafeína que, quando consumida com moderação, carrega muitos benefícios. Ajuda a melhorar o funcionamento do metabolismo, auxilia o estado de alerta e ainda aumenta a função cerebral.

Sistema imunológico

Por ser rico em taninos, o chá preto, segundo estudos, combate ao vírus da gripe, assim como a disenteria e a hepatite. Contém ainda antígenos que ajudam a aumentar a resposta imune do corpo.