Para quê serve o chá de Paracetamol?

Por Robson Merieverton em Saúde

Para combater sintomas de dores de cabeça, febre e dores no corpo, um dos medicamentos mais usados é o paracetamol. Comumente encontrados nas farmácias na forma de comprimidos, gotas ou suspensão oral o paracetamol é o principal composto de muitos remédios usados no dia a dia das pessoas.

O que muitos não sabem é que o paracetamol também pode ser encontrado na forma de chá, usado no combate dos mesmos sintomas apresentados anteriormente.

Uso do chá de paracetamol

Indicado para sanar dores de cabeça, febre e dores musculares, dores menstruais ou dor de dentes, o paracetamol é um remédio analgésico e antitérmico. Assim como os medicamentos que trazem na sua composição a substância, o chá de paracetamol também pode ser encontrado na farmácia.

Para prepará-lo, basta dissolver o conteúdo de um sache em uma xícara de água quente e tomar em seguir. Não é necessário adicionar açúcar. Vale lembrar que, apesar de se tratar de um chá, essa apresentação do paracetamol continua sendo de medicamento e seu uso deve ser indicado pelo médico.

 

Para quê serve o chá de Paracetamol?

Foto: Pixabay

Cuidados com o chá de paracetamol

A maioria dos chás conhecidos é composto por substâncias naturais, sendo que, a maioria delas, dependendo do organismo de cada pessoa, finalidade com que é consumido e a quantidade, não provoca reações.

Porém, em se tratando do uso do chá de paracetamol, é bom prestar um pouco mais de atenção. O paracetamol é um medicamento com efeito antitérmico e analgésico e seu uso em excesso pode trazer sérias complicações para a saúde das pessoas.

Efeitos do excesso de paracetamol no organismo

Depois de sofrer algumas transformações no organismo, o paracetamol forma diversas substâncias metabólicas. Uma delas é tóxica e ataca o fígado. Em doses baixas ela é rapidamente neutralizada por uma substância chamada glutationa, o que não acontece quando ele é ingerida em alta dosagem.

Isso se deve ao desprendimento excessivo do antioxidante glutationa, com função de proteger as células contra os radicais livres. Sem a substância, as células do fígado são atacadas e morrem.

Essa morte acarreta em sérias consequências para o organismo do paciente como por exemplo, a diarreia, fraqueza muscular, alterações do humor, coceira, dificuldade de urinar, enjoo, perda do apetite, vermelhidão na pele, urina escura, anemia, paralisia repentina.

Nos casos mais graves, o enfermo pode ser atingido por falência hepática, o que pode acarretar na sua morte em poucos dias. Se o paciente for usuário de bebidas alcoólicas, a dosagem excessiva de paracetamol pode se mostrar ainda mais grave.