Trate distúrbios digestivos com chá de carvalhinha

Por Robson Merieverton em Doenças, Plantas, Saúde

Com origem no continente europeu, porém, podendo ser encontrada nos demais continentes, a carvalhinha é conhecida pelos seus poderes medicinais. Ela pertence a família das Lamiaceae, podendo também ser conhecida como camédrio, carvalho pequeno, chamedris e têucrio.

Considerada uma planta de pequeno porte, a carvalhinha pode atingir até um metro de altura. Possui pequenas folhas que assumem a forma de agulhas emendadas, sendo uma planta que não possui flores e, consequentemente, sementes. Para os tratamento em que a planta é indicada são usadas as folhas.

A carvalhinha nasce espontaneamente. Na hora da colheita, cortam-se somente os caules estéreis.

controle-os-disturbios-digestivos-com-cha-de-carvalhinha

Foto: reprodução/Wikipedia

Propriedades medicinais

Para incluir a planta no tratamento de algumas doenças, o indicado é que, antes, o paciente recorra a um médico. Só ele pode certificar que a planta pode mesmo ser usada, assim como a dosagem e a frequência.

Ela possui propriedades adstringente, antiescrofuloso, antipirético, antisséptico, aromático, carminativo, depurativo, digestivo, diurético, estimulante, estomacal, sudorífico, tônico e vermífugo. Sendo assim, a carvalhinha pode ser usada no tratamento de dispepsias, aerofagias, distúrbios digestivos, afecções do estômago, gengivites e piorreia.

Chá de carvalhinha

Para preparar o chá de carvalhinha, você vai precisar de 15 gramas de suas folhas e um litro de água. Com ajuda de uma panela, coloque a água para ferver e acrescente as folhas de carvalhinho. Assim que começar a ferver, conte três minutos e desligue o fogo.

Deixe o recipiente tampado, esperando que ele esfrie por mais 10 minutos. Passado esse tempo, use uma peneira para separar as folhas do líquido. Se preferir, pode adoçar com açúcar ou mel. A indicação é que a ingestão diária do chá não ultrapasse as quatro xícaras.