Trate intestino preguiçoso com chá de boldo do Chile

Por Katharyne Bezerra em Degustação, Doenças, Plantas, Saúde

Não se engane, o boldo do Chile não é igual ao boldo-brasileiro. Apesar de terem semelhanças de propriedades, estas são plantas distintas. A primeira pode atingir até 12 metros de altura, enquanto a conterrânea não passa dos 2 metros.

No Brasil, é difícil encontrar o boldo do Chile, porém é só preciso uma busca no Google para achar lojas online. Entenda porquê você deve usufruir desta erva e saiba como usá-la.

Benefícios do boldo do Chile

Assim como o velho conhecido boldo-brasileiro ou boldo-da-terra, o boldo do Chile é excelente parar tratar infecções digestivas e outros distúrbios do sistema digestivo.

Trate intestino preguiçoso com chá de boldo do Chile

Foto: depositphotos

Ocupa-se no tratamento de transtornos gastrointestinais, como diarreias, má digestão, gases e intestino preguiçoso. Serve ainda como estimulante de apetite.

Outros benefícios desta erva são: a eliminação de cálculos biliares, afecções no fígado, insuficiência hepática, dores biliares e cólicas hepáticas. O boldo do Chile também é útil nos casos em que há o excesso de ácido úrico no corpo e funciona como um ótimo estimulante do sono.

Receita do chá

Ingredientes

  • Uma colher (de sobremesa) das folhas de boldo do Chile;
  • Uma xícara de água filtrada.

Modo de preparo

Compre as folhas de boldo em feiras livres ou em lojas de produtos naturais na sua cidade ou até mesmo pela internet. Os efeitos benéficos do chá podem ser encontrados tanto nas folhas frescas, como nas secas. Ao adquirir a erva, primeiro comece lavando-a. Em seguida, pique com as próprias mãos as folhas em pedaços pequenos.

Enquanto você limpa o ingrediente principal, coloque a água no fogo e deixe-a ferver. Após o processo de ebulição, coloque a erva picada na xícara com a água quente e tampe o recipiente. Deixe em infusão por até 10 minutos, em seguida coe o chá e sirva.

Como tomar?

O ideal é ingerir a bebida sem a adição de nenhum tipo de açúcar, até mesmo o adoçante e o mel estão proibidos. Apesar do gosto amargo, é preferível tomar o chá sem açúcar, pois assim é mais fácil de preservar as propriedades medicinais dele.

Já de acordo com a quantidade ingerida, esta vai depender de qual problema você deseja tratar, veja a seguir como deve ser feita administração desse remédio:

  • Problemas hepáticos: Uma xícara antes das refeições e outra antes de deitar;
  • Diarreia: Tomar uma xícara, pelo menos quatros vezes ao dia, em períodos curtos;
  • Controle do ácido úrico: Duas xícaras por dia;
  • Problemas digestivos: Duas xícaras de chá entre os intervalos das refeições;
  • Distúrbios do sono: Uma xícara de chá à noite, momentos antes de dormir.