Verbena – Conheça os poderes do chá desta erva

Por Nayla Georgia em Plantas

Também chamada de planta da sorte, erva de fígado, urgebão e erva de ferro, a verbena é uma planta medicinal conhecida, principalmente, por seu efeito calmante. Ela é bastante comum no Ocidente, em destaque para a Europa e América do Norte. Pessoas nervosas costumam recorrer ao chá de verbena para se acalmarem, já que tem as propriedades: calmante, sedativa e sudorífera. Outro destaque para os benefícios da verbena é seu auxílio em distúrbios gástricos e intestinais relacionados ao estresse. É também afrodisíaca e costuma deixar a relação a dois, um pouco mais picante.

Verbena - Conheça os poderes do chá desta erva

Foto: Reprodução

Para que serve a verbena?

  • Ajudar no controle da ansiedade, principalmente das pessoas mais nervosas;
  • Amenizar espasmos gastrointestinais;
  • Reforçar o apetite de quem não consegue comer o suficiente;
  • Ajudar quem sofre de insônia;
  • Melhorar um pouco os sintomas da asma, bronquite, faringite e demais dificuldades na respiração;
  • Cuidar do bom funcionamento renal;
  • Auxiliar nas patologias gástricas, tais como úlceras, aftas e até a gastrite;
  • Controlar o nervosismo;
  • Atuar no tratamento do reumatismo, da conjuntivite, febre, estomatite, faringite e sinusite;
  • Amenizar celulites. Lembrando que é importante mesclar com atividades físicas para o bom resultado;
  • Curar furúnculos na pele.

Receita – Chá de verbena para tratar gastrite

Mulher tomando chá de verbena

Foto: Reprodução

Quem sofre com os efeitos da gastrite nervosa pode investir no chá de verbena, caso o médico indique. Para fazer é preciso ferver meio litro de água mineral juntamente a uma colher de sopa de raízes e flores secas da verbena. Deixe a bebida em infusão descansando por cinco minutos. Coe, espere ficar morno e beba em seguida. A posologia é de duas a três xícaras por dia.

Contraindicação

Indivíduos com problemas na tireoide e mulheres durante o período menstrual não devem consumir a verbena.

Lembrete

É importante consultar o médico antes de fazer o uso de remédios naturais. A automedicação costuma ser mais perigosa do que aparenta, pois há a possibilidade de existir alguma alergia a um ingrediente contido na erva, planta, raiz, etc. Não se engane pensando que, por ser natural, não fará mal. Consulte um nutrólogo, nutricionista ou seu médico de costume para ter certeza se poderá usar a verbena como tratamento e também pergunte a quantidade ideal para o seu caso.